Dobradinha à moda do Porto. Dragões vencem Tondela e conquistam Taça de Portugal

Ouça aqui o relato TSF. O FC Porto vence o Tondela na final da 82.ª Taça de Portugal. Veja os golos.

Um jogo de sentido único numa exibição quanto baste foi o toque final da segunda dobradinha de Sérgio Conceição no FC Porto. Os dragões venceram o Tondela por 3-1 no Estádio Nacional e conquistaram a Taça de Portugal.

Numa partida entre o campeão nacional e uma das equipas que caiu para a segunda liga, foi o FC Porto que mandou do início ao fim. Taremi por duas vezes e Vitinha marcaram os golos da vitória, enquanto para o Tondela marcou Neto Borges.

Ainda sem Uribe a titular e com Grujic no centro do terreno, a única novidade no FC Porto foi Marchesín, que foi o guarda-redes utilizado em toda a competição. E o Tondela sofreu para conseguir criar perigo logo desde o início da partida.

Os beirões não conseguem passar a linha do meio-campo nos primeiros minutos, ainda que o FC Porto não consiga criar perigo.

O primeiro lance de perigo surge aos dez minutos. Canto para os dragões, corte da defesa do Tondela e, à entrada da área, Pepe remata ligeiramente por cima da barra.

Aos 15 aparece o lance de maior perigo. Confusão dentro da área beirã e a bola sobra para Pepê que remata para defesa de Niasse, com a bola ainda a embater na trave. Depois de uma longa espera, o árbitro Rui Costa, com auxílio do VAR, assinala grande penalidade. Na conversão, Mehdi Taremi não dá hipóteses ao guardião tondelense e abre o marcador no Jamor.

O primeiro susto para a baliza de Marchesín só apareceu aos 32 minutos. Bola na profundidade nas costas dos centrais portistas e Daniel dos Anjos antecipa-se ao guarda-redes portista. Contudo, o avançado do Tondela não conseguiu dar seguimento ao lance e perdeu a bola.

Em cima do intervalo, as estatísticas oficiais do jogo davam 77% de posse de bola para o FC Porto, enquanto o Tondela conseguia apenas 23%.

O quarto árbitro da partida levantou a placa com cinco minutos de descontos, menos tempo do que o jogo esteve parado enquanto Rui Costa consultava o VAR no lance do penálti.

Na compensação, o FC Porto elaborou a melhor jogada do encontro. Contra ataque lançado por Taremi, Pepê serve Evanilson de calcanhar e o avançado brasileiro remata ao lado.

A partida chega ao intervalo com os dragões em vantagem.

O FC Porto entra no segundo tempo a todo o gás. Taremi cruza rasteiro da esquerda para Pepê que, ao segundo poste, remata para defesa de Niasse.

O 2-0 chega mesmo aos 53 minutos. Grujic ganha a bola no meio campo e serve Vitinha no lado direito do ataque portista. O médio combina com Pepê e, na cara de Niasse, faz o segundo para o FC Porto.

Sem que a equipa rendesse em campo, Nuno Campos foi o primeiro a recorrer ao banco. Saíram Daniel dos Anjos e Pedro Augusto e entraram João Pedro e Dadashov.

Aos 64 há novo penálti para os dragões. Pepê é puxado e Rui Costa assinala falta dentro da área. Apesar dos gritos por Zaidu vindos das bancadas, é de novo Taremi quem avança, mas, desta vez, acerta no poste.

Aos 69 minutos, o treinador do Tondela volta a mexer: Bebeto e Tiago Dantas entraram para os lugares de Undabarrena e Tiago Almedia. Sérgio Conceição respondeu com a troca de Evanilson por Galeno.

Aos 73 minutos começa a festa beirã no Jamor. Cruzamento da direita de Salvador Agra e, ao segundo poste, Neto Borges marca com um cabeceamento fulminante, no primeiro remate do Tondela na partida.

Tão depressa começou, como acabou a festa amarela e verde. Na jogada seguinte, o recém-entrado Galeno rasga pela esquerda e cruza. A defesa do Tondela corta, mas Otávio serve Taremi com um passe em balão e o iraniano bate Niasse pela segunda vez no jogo.

Depois dos golos, Pepê deu o lugar a Francisco Conceição no FC Porto e Agra saiu para entrar Boselli no Tondela. Pouco depois, Sérgio Conceição tirou Taremi e Uribe e lançou Uribe e Toni Martínez.

O jogo termina mesmo com 3-1 no resultado e os dragões fizeram a festa no relvado do Jamor. À falta do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que está numa visita oficial a Timor Leste, é o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, quem entrega a taça aos vencedores.

Onze do FC Porto: Marchesín; João Mário, Mbemba, Pepe e Zaidu; Otávio, Grujic, Vitinha e Pepê; Evanílson e Taremi.

Onze do Tondela: Niasse; Sagna, Marcelo Alves e Eduardo Quaresma; Tiago Almeida, Pedro Augusto, Iker e Neto Borges; Salvador Agra, Daniel dos Anjos e Rafael Barbosa.

Suplentes do FC Porto: Diogo Costa, Fábio Cardoso, Uribe, Fábio Vieira, Francisco Conceição, Galeno e Toni Martínez.

Suplentes do Tondela: Pedro Trigueira, João Pedro, Boselli, Dadashov, Bebeto, Tiago Dantas e Ricardo Alves.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de