Marega volta aos golos e dá esperança ao Dragão. FC Porto a quatro pontos do Sporting

Os dragões encurtaram a distância pontual para o líder do campeonato. Veja o golo de Moussa Marega.

O FC Porto aproveitou o deslize do Sporting, vencendo o Vitória de Guimarães, no Estádio do Dragão, por 1-0. O único golo do jogo foi apontado por Mossa Marega aos 49 minutos, após um erro do defesa Mumin.

Depois da vitória pela margem mínima na Madeira em casa do Nacional, os campeões nacionais regressaram ao Dragão na esperança de somarem mais um triunfo e, assim, pressionar o líder do campeonato. O FC Porto queria aproveitar o deslize do Sporting na quarta-feira com o Belenenses SAD em Alvalade.

Para este jogo, Marega e Otávio regressaram ao onze inicial dos dragões, tal como o lateral Nanu, que entrou para a vaga deixada pelo lesionado Zaidu.

Já do lado do adversário, o Vitória aparecia no Dragão à procura de conquistar pontos para pressionar o quinto classificado, o Paços de Ferreira.

O jogo começou com o Vitória a criar algum perigo junto à baliza azul e branca. O destaque ia para o extremo inglês Marcus Edwards. O jogador formado no Tottenham teve, nos minutos iniciais, dois lances que serviram de aviso face à qualidade técnico deste pequeno jovem prodígio que atua na equipa da cidade berço.

Só aos 17 minutos é que o FC Porto respondeu. Numa jogada e insistência criada por Corona, o lance parecia perdido, mas Taremi pressionou a defensiva vimaranense e esteve perto de apontar o primeiro golo no Dragão.

Os azuis e brancos beneficiavam do jogo interior de Otávio e de Corona, que serviam de apoio a Marega e a Taremi. Já a formação do Vitória tinha também vários argumentos, organizando-se num bloco defensivo. A equipa de Bino tinha a estratégia bem definida: surpreender o setor mais recuado dos dragões com a criatividade e velocidade de Edwards.

Na reta final da primeira parte, o FC Porto tomou conta do jogou. Os dragões mostravam algumas dificuldades de ultrapassar a defensiva vimarenense e por isso optaram pelo jogo direto. Aos 37 minutos, Corona assistiu Taremi na área, que por sua vez, tentou servir Marega, mas o avançado maliano estava em posição irregular.

Na segunda parte, o FC Porto entrou com toda a força e vontade de marcar. E, aos 49 minutos, teve a bênção de Mumin. O central da equipa de Bino perdeu a bola perante a pressão de Marega e o maliano com toda a sua capacidade física disparou um remate fortíssimo para o fundo da baliza de Bruno Varela.

A defesa do Vitória estava, nesta fase do jogo, um pouco intranquila e Marega aproveitava. Os jogadores vitorianos davam muito espaço ao maliano, que impunha o seu jogo físico.

Aos 65 minutos, a bola voltou a entrar na baliza do Vitória, mas Marega estava em posição irregular no início da jogada. Mais tarde, aos 69 minutos, Marega travou um novo duelo com o guardião Bruno Varela, que parou com qualidade mais um remate do 11 do Porto.

O Vitória tentava inverter a tendência do jogo, mas o FC Porto geria com segurança a vantagem. Já com Luis Dìaz em campo, os dragões tiveram um lance de grande perigo, mas o remate foi cortado pela defensiva vitoriana.

Já nos descontos, o FC Porto esteve novamente muito perto de apontar o segundo golo. Francisco Conceição entrou na equipa portista e, numa jogada individual, atirou à barra.

Onze do FC Porto: Marchesín; Nanu, Mbemba, Pepe e Manafá; Corona, Uribe, Sérgio Oliveira e Otávio; Marega e Taremi.

Suplentes: Diogo Costa, Diogo Leite, Díaz, Carraça, Grujic, Baró, Toni Martínez, Evanilson e Francisco Conceição.

Onze do Vitória de Guimarães: Varela, Sacko, Mumin, Jorge Fernandes, Mensah e Amaro; Pepelu e André André; Rochinha, Estupiñan e Edwards.

Suplentes: Trmal, Suliman, Lameiras, Mikel Agu, Sílvia, Ouattara, André Almeida, Noah e Janvier.

Árbitro: Tiago Martins. Assistentes: Pedro Mota e Hugo Ribeiro. VAR: Rui Costa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de