FC Porto com Luis Díaz ligado à corrente segura liderança frente ao Vitória SC

Veja os golos. Dragões recuperaram posição face às vitórias de Benfica e Sporting.

O FC Porto segurou este domingo a liderança do campeonato com uma vitória por 2-1 sobre o Vitória SC. Luis Díaz e Evanílson marcaram os golos dos dragões, num jogo em que os vimaranenses, cujo único golo foi marcado por Edwards de penálti, jogaram mais de meia hora reduzidos a dez por expulsão de Mumin.

Com este resultado, os dragões somam 32 pontos, os mesmos que o Sporting e mais um do que o Benfica, e lideram a tabela da I Liga. Os de Guimarães são sétimos, com 16 pontos.

Foram precisos apenas 40 segundos para o FC Porto chegar à baliza vimaranense. Luis Díaz puxou dos galões e entregou a Otávio que, não fosse a pronta intervenção de Mumin, teria rematado sem oposição à baliza de Bruno Varela. Mas o Vitória não demorou a responder.

Em cima dos quatro minutos de jogo, Händel descobriu Bruno Duarte completamente solto dentro da grande área portista, mas o brasileiro escolheu tentar finalizar com a parte de fora do pé e falhou a baliza.

E quando tudo parecia acalmar no Dragão, Luis Díaz voltou a tirar uma carta da manga. Taremi lançou-o em profundidade e o colombiano tirou dois defesas e o guarda-redes do caminho. Picou a bola, mas falhou a baliza por poucos centímetros. Na outra baliza, Rochinha respondeu com um remate em arco que obrigou Diogo Costa a voar para uma defesa.

Mas tudo mudaria de figura aos 33 minutos. Edwards ultrapassou Zaidu em velocidade e o defesa do FC Porto teve de recorrer à falta para o travar. Acontece que a falta foi feita em cima da linha da grande área e, por isso mesmo, deu em penálti. O inglês assumiu e marcou.

Durou pouco a vantagem vimaranense. Luis Díaz subiu pela esquerda, cortou para dentro sobre João Ferreira e rematou a bola ao canto superior da baliza de Bruno Varela de forma tão colocada que ainda foi bater no poste antes de entrar.

E o FC Porto não voltaria aos balneários sem voltar a marcar. Taremi desmarcou-se a passe de Luis Díaz, rematou contra Varela e Mumin acabou por dar o último toque antes de a bola entrar na baliza. Mas Taremi foi apanhado em fora de jogo e o lance acabou anulado.

Mumin ainda teve um momento de redenção quando, com um pontapé de bicicleta, evitou o 2-1 em cima do intervalo após defesa incompleta de Varela. No regresso dos balneários, Vitinha substituiu Sérgio Oliveira, que estava já amarelado.

E se Mumin tinha tido o seu momento de redenção na primeira parte, teve o de condenação na segunda. Depois de ter visto um amarelo após uma entrada perigosa sobre Evanílson, voltou a entrar de forma displicente sobre Taremi. O resultado da falta foi mesmo: cartão amarelo, mas desta vez o segundo, e consequente vermelho.

No livre que daí resultou, Bruno Varela respondeu bem ao remate de Vitinha. Pepa viu-se, então, obrigado a mexer. Abdicou do ponta de lança Bruno Duarte para lançar o defesa Jorge Fernandes, que entrou a tempo de ver o 2-1 na primeira fila.

Uribe lançou Luis Díaz, o colombiano esperou por Otávio e entregou-lhe a bola. O médio internacional português descobriu Evanílson que, à boca da baliza, só precisou de encostar.

Uma das ovações da noite viria logo a seguir, cortesia de um vimaranense com muitos anos de ligação ao Dragão: Quaresma voltava a pisar aquele relvado aos 66', quando entrou para o lugar de Janvier. Alfa Semedo também rendeu Händel.

No FC Porto, Wendell rendeu Zaidu e Quaresma passava a ser um assunto com que o brasileiro teria de preocupar-se. O duelo até ao final do jogo foi tenso e intenso mas, sem alterações no marcador, o FC Porto voltou mesmo a liderar o campeonato.

Onze do FC Porto: Diogo Costa, João Mário, Mbemba, Fábio Cardoso, Zaidu, Uribe, Sérgio Oliveia, Otávio, Luis Díaz, Evanílson e Taremi

Onze do Vitória SC: Bruno Varela, João Ferreira,​​​​​ Mumin, Amaro, Rafa Soares, André Almeida, Händel, Janvier, Rochinha, Marcus Edwards e Bruno Duarte

O árbitro foi Luís Godinho, auxiliado por Paulo Soares e Valter Rufo. No VAR esteve Artur Soares Dias.

Suplentes do FC Porto: Marchesín, Pepê, Grujic, Corona, Manafá, Vítor Ferreira, Wendell, Toni Martínez e Fábio Vieira

Suplentes do Vitória SC: Trmal, Quaresma, Lameiras, Sacko, Gui, Sílvio, Alfa Semedo, Jorge Fernandes e Hélder

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de