Fernando Santos vai estrear Matheus Nunes e Rafael Leão frente ao Catar

Ao contrário do médio e avançado, o guarda-redes Diogo Costa pode não fazer a estreia pela seleção principal. "Não gosto de trocar de guarda-redes a meio de um jogo, portanto, ou entra de início ou continuará aqui, a evoluir e a crescer", explicou o selecionador nacional.

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, assumiu esta sexta-feira que será feita "alguma gestão" dos jogadores no particular com o Catar, no qual Matheus Nunes e Rafael Leão deverão estrear-se pela equipa das 'quinas'.

"É um jogo particular, mas não é amigável. Sabemos que há muitos jogadores carregados com muitos jogos, de competições europeias, de competições internas, portanto será feita alguma gestão" começou por dizer o técnico, em conferência de imprensa realizada na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Na antevisão da partida com os cataris, Fernando Santos admitiu que o médio do Sporting e o avançado do AC Milan "irão a jogo" no sábado, no Estádio Algarve, algo que poderá não suceder com o guarda-redes Diogo Costa.

"Dentro dessa gestão, parece-me normal que o Matheus e o Rafael irão a jogo, seja de início ou depois, no decorrer do jogo", referiu, salientando que o avançado, de 22 anos, "tem crescido muito no Milan" e tem "um potencial diferenciado" dos restantes atacantes, razão pela qual foi chamado aquando das dispensas de Rafa e Domingos Duarte.

Se o médio e o avançado estão perto da estreia pela seleção 'AA', Diogo Costa poderá ter de esperar mais algum tempo: "Ainda vou pensar, porque é um lugar mais específico. Não gosto de trocar de guarda-redes a meio de um jogo, portanto, ou entra de início ou continuará aqui, a evoluir e a crescer. É um guarda-redes de muito talento e qualidade, em quem acreditamos muito."

Certa é a presença do 'capitão' Cristiano Ronaldo na partida de sábado, seja como titular ou entrando posteriormente, uma vez que o avançado do Manchester United "precisa de jogar" para estar nas capacidades máximas diante do Luxemburgo, na terça-feira.

"Ele irá a jogo. Ele precisa de jogar. O último jogo em que jogou por inteiro foi na Liga dos Campeões [com o Villarreal, em 29 de setembro]. No último fim de semana, jogou 20 minutos. Se jogar só com o Luxemburgo, estará praticamente 15 dias sem jogar. Há uma forte probabilidade de ir a jogo com o Catar, para que os ritmos competitivos dele estejam no máximo diante do Luxemburgo", observou.

Com vista, precisamente, ao embate a 'doer' com os luxemburgueses, Fernando Santos pretende retirar algumas ilações no duelo com o Catar e "perceber se os jogadores têm assimilado" as ideias que são transmitidas em treino.

"Quero perceber se os jogadores assimilam e colocam em prática o que é transmitido no quadro e o que é feito em treino. No outro jogo com o Catar, houve uma resposta muito boa e acredito que amanhã [sábado] será igual, porque confio muito nos meus jogadores", completou.

A seleção portuguesa joga com o Catar no sábado, às 20:15, em encontro particular, e três dias depois defronta o Luxemburgo, às 19:45, para o Grupo A de qualificação para o Mundial 2022, sendo que ambas as partidas se realizam no Estádio Algarve.

Portugal lidera o grupo A de qualificação para o Campeonato do Mundo do próximo ano, com 13 pontos, mais dois do que a Sérvia (11), segunda colocada, e mais sete face ao Luxemburgo (seis), que é terceiro, à frente de República da Irlanda (dois) e Azerbaijão (um).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de