FIFA investiga projeção de lasers durante o Senegal-Egito

Em causa está a projeção de lasers sobre os futebolistas egipcios, provocadas pelos adeptos senegaleses.

A FIFA vai analisar os relatórios da receção de terça-feira do Senegal ao Egito, treinado pelo português Carlos Queiroz, devido à projeção de raios laser sobre os futebolistas visitantes, eliminados do Mundial Qatar2022 no desempate por grandes penalidades.

"A FIFA está agora no processo de análise dos relatórios oficiais do jogo de qualificação para o Mundial. A informação relevante será avaliada pelos órgãos disciplinares competentes para se decidir que passos serão tomados", disseram à agência noticiosa EFE fontes daquele organismo.

Em causa estão focos de luz verde apontados às caras dos jogadores egípcios ao longo da partida, mas também nos momentos decisivos da marcação das grandes penalidades.

O Senegal qualificou-se para a fase final do certame mundial graças ao triunfo caseiro por 1-0 e posterior desempate da eliminatória da marca dos 11 metros, por 3-1. Na primeira mão, a equipa de Carlos Queiroz tinha vencido por 1-0.

Após o encontro que deixou o Egito fora do Mundial2022, o treinador português referiu, numa mensagem nas redes sociais em jeito de despedida, que o "sonho acabou", deixando um agradecimento à federação egípcia pela "honra de ser selecionador".

O Campeonato do Mundo do Qatar vai decorrer de 21 de novembro a 18 de dezembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de