Final da Champions no Dragão é "prova de confiança na estrutura do FC Porto"

"É uma confiança total na nossa estrutura e tenho a certeza de que tudo irá decorrer da melhor forma", assegura o dirigente portista, Pinto da Costa.

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, considerou esta quinta-feira que a atribuição da final da Liga dos Campeões de futebol ao Estádio do Dragão "é uma prova de confiança na estrutura" do clube.

"É uma prova de confiança na estrutura do FC Porto, porque não é fácil em tão curto espaço de tempo - e só hoje tivemos a confirmação oficial. É uma confiança total na nossa estrutura e tenho a certeza de que tudo irá decorrer da melhor forma", assinalou Pinto da Costa, em declarações à Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O responsável máximo do FC Porto disse ainda que esta escolha, que coloca a final de 29 de maio entre o Manchester City e o Chelsea no Estádio do Dragão, é importante para o clube, mas também "para o futebol português, para a própria cidade e para o país".

"Tudo isto é possível porque a FPF, nomeadamente o seu Presidente, tem um grande prestígio na UEFA e, portanto, quando avalizam a realização desta prova aqui é porque conhecem bem o FC Porto", acrescentou o presidente dos 'dragões'.

Além de confirmar um novo local para a final desta época, com o Porto a substituir Istambul, a UEFA revelou também hoje que o jogo contará com, pelo menos, 12.000 espetadores nas bancadas do Estádio do Dragão.

"As autoridades portuguesas e a FPF entraram em campo e trabalharam rapidamente e de forma eficaz com a UEFA para oferecer um local adequado à ocasião que é a final, e como Portugal integra a 'lista verde' de Inglaterra no que toca a viagens [face à pandemia da Covid-19], jogadores e adeptos que estejam presentes na final não estarão sujeitos a quarentena aquando do regresso a casa", explicou o organismo do futebol europeu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de