"Há sportinguistas que ainda pensam no regresso do bronco"

Em entrevista à TSF, Dias da Cunha, o último presidente a levar o Sporting ao título de campeão nacional, defende Frederico Varandas e rejeita eleições antecipadas.

António Dias da Cunha acredita que está em marcha uma espécie de assalto ao poder no Sporting. O antigo presidente dos leões (de 2000 a 2006) acredita que há pessoas que ambicionam afastar Varandas para chegarem elas próprias à presidência.

"As pessoas cegam! Ou, então, pretendem cegar para arranjar condições para poderem chegar ao poder. É aquilo que ambicionam. E, depois, há aqueles que aproveitam a contestação das claques porque ainda pensam no regresso do bronco [Bruno de Carvalho]. Isso é muito mau para o Sporting", avisa o antigo líder leonino.

Dias da Cunha pede tempo para Frederico Varandas e rejeita eleições antecipadas: "Eleições antecipadas estão fora de questão. O atual presidente pegou no Sporting em condições absolutamente desgraçadas. Mesmo assim, tem conseguido ultrapassar os problemas financeiros o que é espantosamente difícil".

É por via da difícil situação financeira que Dias da Cunha considera que não é possível ter um plantel suficientemente competitivo para lutar pelo título: "É muito difícil arranjar, de repente, jogadores com a mesma qualidade daqueles que partiram. Até em consequência do ataque à Academia. Não há dinheiro. É preciso estabilizar o clube. É preciso dar tempo ao tempo".

Dias da Cunha aproveitou ainda esta entrevista à TSF para elogiar o treinador do Sporting. Defende que Jorge Silas muito já está a fazer pelo clube e considera que já se nota na maneira da equipa jogar.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados