Humberto Coelho quer alimentar "vício" de ganhar em Wembley

O vice-presidente da FPF mantém intacta a ambição da seleção nacional, mesmo visitando um dos locais mais míticos do futebol mundial. Cavalheirismos à parte, há que ganhar à Inglaterra.

À partida para Londres, Humberto Coelho salienta a importância do momento que se aproxima, com a visita a uma das catedrais do futebol mundial: Wembley. Perante 90 mil pessoas, Portugal defronta a Inglaterra, que tem a mais baixa média de idades em 58 anos (a equipa mais jovem do Euro2016), com figuras como Wayne Rooney (Man Utd), Harry Kane (Tottenham), Jamie Vardy (Leicester City) ou mesmo a nova coqueluche, Marcus Rashford (Man. Utd), de apenas 18 anos.

A seleção portuguesa faz, neste contexto, o penúltimo encontro de preparação para o Euro2016, aumentando assim o grau de dificuldade em relação à Noruega, como sugere o vice-presidente Humberto Coelho. "À medida que nos aproximamos da competição, temos que criar dificuldades para ver até onde podemos ir".

É certo que não há três pontos em jogo ou uma eliminatória em causa, mas "com o estádio cheio de ingleses, eles vão querer ganhar tal como nós, não vai ser fácil. Vamos ter com certeza competição. À medida que se aproxima o Europeu, temos que ser mais competitivos. É isso que nós pretendemos", diz Humberto Coelho.

Por outro lado, o dirigente não tem dúvidas de que o espírito de grupo, neste momento, na seleção, é muito acentuado. Nota-se, por exemplo, "quando eles estão juntos, há uma grande confiança que advém daquilo que se tem falado: tentar ganhar o Campeonato da Europa. Acho que a equipa tem qualidade, os jogadores sentem que têm qualidade, estão cada vez mais confiantes. E se de facto há um certo otimismo no trabalho que se está a realizar, também deve estar assente numa realidade que vai ser o Campeonato Europeu".

No domingo chegam os campeões europeus, para completar definitivamente o grupo que viaja para França no dia 9. "Foi bom o Real Madrid ter vencido, foram boas as prestações do Cristiano Ronaldo e do Pepe, logicamente vão reforçar equipa. O Cristiano como melhor do Mundo e o Pepe como um dos melhores defesas centrais que há, isso vai dar mais qualidade e mais confiança à equipa."

A seleção inglesa fez uma fase de apuramento que impressiona: em 10 jogos, 10 vitórias, com 31 golos marcados e apenas três sofridos. Depois disso, a equipa orientada por Roy Hodgson conta ainda, nos dois últimos particulares de 2015, com uma vitória perante a França e com uma derrota frente à congénere espanhola, atual detentora do título europeu. A Inglaterra entrou em 2016 disputando quatro jogos de preparação, com três vitórias (Austrália, Alemanha e Turquia) e uma derrota (Holanda).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de