Campeão treme, mas não cai. Sporting volta a vencer o SC Braga

Jovane e Pote marcaram para os leões. Abel Ruiz reduziu nos descontos. Veja os golos.

O campeão Sporting impôs uma nova derrota ao Sporting de Braga. Tal como na Supertaça, Jovane Cabral e Pedro Gonçalves apontaram os golos dos leões e Abel Ruiz, nos descontos, marcou o tento de honra dos arsenalistas.

Quinze dias depois do jogo de Aveiro, SC Braga e Sporting voltaram a reencontrar-se, desta vez em jogo da 2.ª jornada da I Liga. Ambas as equipas entraram no campeonato a vencer e para o primeiro jogo grande da temporada, os treinadores não fizeram alterações de fundo nas equipas.

Do lado dos arsenalistas, Carlos Carvalhal sofreu uma contrariedade de última hora, com a lesão de Ricardo Horta. Já os leões de Rúben Amorim só não podiam contar com o menino Nuno Mendes, que se lesionou precisamente no jogo da Supertaça.

Nos primeiros 20 minutos, o SC Braga não deixou o campeão ficar com a iniciativa de jogo, pressionando os leões no seu meio-campo. O jogo tomava um rumo muito tático e ambas as equipas não arriscavam.

Perto do intervalo, o Sporting de Braga chegou-se à área leonina e Piazón testou por duas ocasiões o guardião Adán, sem conseguir concretizar. Como quem não marca sofrer, Esgaio apareceu no ataque e cruzou para a área. Jovane, no segundo poste, cabeceou para o fundo da baliza e abriu o marcador.

Antes do intervalo, o SC Braga esteve próximo do empate. Fábio Martins rematou de letra para uma boa estirada de Adán. Os leões foram mesmo para o intervalo em vantagem.

Na segunda parte, o Sporting aproveitou o espaço e aumentou a vantagem. Palhinha abriu o jogo para Jovane. O 10 leonino viu Pote dentro da área e o internacional português rematou para o segundo golo do clube de Alvalade.

O resultado obrigava a equipa de Carvalhal a arriscar e os arsenalistas tentaram, por diversas vezes, explorar o jogo pelas alas. No entanto, no momento da decisão, faltavam ideias.

Do lado do Sporting, os médios João Palhinha e Matheus Nunes destacavam-se. O luso-brasileiro estava a ser mesmo um dos melhores em campo, limpando a sua área de ação.

A 10 minutos do tempo regulamentar, à semelhança do que aconteceu na época passada, o Sporting ficou reduzido a 10 unidades, desta vez, por expulsão de Matheus Reis. O brasileiro viu o segundo amarelo após falta sobre Fabiano.

A partir daqui, Rúben Amorim, jogando com a vantagem no marcador, fez recuar as linhas e, em contraste, Carvalhal lançou mais duas peças ofensivas: Rui Fonte e Roger.

E o SC Braga foi à procura do golo e isso esteve próximo de acontecer. Aos 86 minutos, Adán voou para negar o golo a Iuri Medeiros.

Já nos descontos, o Sporting de Braga conseguiu reduzir a desvantagem. Fabiano foi à linha cruzar para área e Abel Ruiz cabeceou com intensidade para bater Adán. Os adeptos acreditavam e queriam mais.

Al-Musrati ainda tentou através de meia distância, mas Adán voltou a mostrar segurança entre os postes.

Com esta vitória, o Sporting assume o comando da Liga, com seis pontos, os mesmos do Benfica, segundo, enquanto o Sporting de Braga segue em oitavo, com três pontos.

Onze do SC Braga: Matheus: Tormena, Paulo Oliveira e Raúl Silva; Fabiano, Piazón, Fransérgio, Al Musrati e Galeno; Abel Ruiz e Fábio Martins.

Onze do Sporting: Adán; Gonçalo Inácio, Coates e Feddal; Esgaio, Matheus Nunes, Palhinha e Rúben Vinagre; Jovane, Paulinho e Pedro Gonçalves.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de