Sérgio Conceição alvo de processo disciplinar do Conselho de Disciplina

A Comissão de Instrutores da Liga avaliou o caso do incidente durante o jogo entre o FC Porto e o Sporting e concluiu que Sérgio Conceição não agrediu o guarda-redes Renan Ribeiro.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu abrir um processo disciplinar ao treinador do FC Porto, Sérgio Conceição. O organismo da FPF não explicou o motivo da abertura do processo, mas tudo indica que seja relativo ao incidente com guarda-redes Renan Ribeiro, durante o encontro do Sporting no Dragão.

Se assim for, não se trata de um processo sumário, que podia significar o afastamento do técnico do banco no último jogo da época: a final da Taça de Portugal marcada para o próximo sábado, entre FC Porto e Sporting.

Já a Comissão de Instrutores da Liga avaliou o caso e concluiu que Sérgio Conceição não agrediu o guarda-redes do Sporting.

A TSF sabe que a comissão considerou que o gesto do treinador portista não é claro, defendendo contudo que a atitude de Conceição insere-se apenas num comportamento incorreto, penalizada no regulamento disciplinar com uma multa.

Na parte final do jogo da 34.ª jornada da Liga, um desentendimento entre Corona e Acuña provocou um "sururu" entre ambas as equipas. Na sequência do lance, o árbitro Fábio Veríssimo expulsou com vermelho direto o mexicano do FC Porto. Durante a confusão, as imagens da transmissão televisiva mostram que Sérgio Conceição colocou a mão na cara de Renan Ribeiro, o que terá passado despercebido ao juiz da partida.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de