I Liga

Benfica derrotado no Bessa

O treinador Jorge Simão estreou-se nos comandos dos "axadrezados" com uma vitória por 2-1 frente ao Benfica de Rui Vitória.

O Boavista recebeu e venceu este sábado o Benfica por 2-1, em jogo da sexta jornada da I Liga de futebol que esteve a perder e no qual protagonizou a reviravolta na segunda parte.

O brasileiro Jonas, logo aos sete minutos, adiantou os "encarnados", mas os "axadrezados" deram a volta na etapa complementar, através de Renato Santos, aos 55, e de Fábio Espinho, aos 74.

No final do encontro, Rui Vitória considerou que a equipa entrou bem no jogo e que, apesar do resultado final, a equipa está unida: "Estamos a trabalhar com jogadores que são tetracampeões e somos campeões quer nas alturas das derrotas quer nas vitórias. Há uma coisa que tiramos deste jogo, que é a revolta e o orgulho presentes".

"Este é um resultado que não queríamos. Trabalhamos bem em alguns momentos, com falta de alguma clarividência noutros, não queríamos que isto acontecesse, mas já não podemos voltar atrás. O passo seguinte é cada vez estarmos mais unidos", acrescentou.

Quanto a Jorge Simão, treinador do Boavista, não escondia a satisfação: "Esta vitória é uma estreia de sonho, mas o mérito tem de ser atribuído aos jogadores, pelo trabalho intenso e com qualidade que fizeram, mas tenho também de associar o nome do meu colega anterior, o Miguel Leal, porque, como é óbvio, está aqui muito do trabalho dele nesta vitória".

A vitória permite ao Boavista subir ao 10.º lugar com seis pontos, enquanto o Benfica é agora quarto com 13, depois de ter sido hoje ultrapassado pelo Marítimo, que recebeu e venceu o Desportivo das Aves por 2-1.

Equipas iniciais:

BOAVISTA: Vagner; Edu Machado, Raphael Rossi, Sparagna e Talocha; Idris e Gilson; Renato Santos, Fábio Espinho e Kuca; Bulos.

Boavista (suplentes): Raphael Spiegel (GR), Robson, Vítor Bruno, David Simão, Rochinha, Mateus e Rui Pedro.

BENFICA: Bruno Varela; André Almeida, Luisão, Rúben Dias e Grimaldo; Salvio, Pizzi, Felipe Augusto e Zivkovic; Jonas e Seferovic.

Benfica (suplentes): Júlio César (GR), Samaris, Krovinovic, Cervi, Rafa, Gabriel Barbosa e Raúl Jiménez.