Histórias do Mundial

Brasil: a baliza do pesadelo já foi vendida

Lembra-se do 1-7 sofrido pela canarinha no Mundial"2014? A baliza do estádio de Belo Horizonte foi comprada pela Alemanha.

Nas vésperas do início do Mundial 2018, o Brasil ainda cura os traumas do campeonato que realizou em 2014.

Nas últimas horas, conseguiu finalmente vender os postes, a trave e as redes da baliza do Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, onde sofreu cinco dos sete golos da Alemanha, no célebre 7-1 das meias-finais de há quatro anos.

E o comprador não podia ser outro: a própria Alemanha.

Os alemães levaram a baliza num avião de carga da Lufthansa de Belo Horizonte para Dortmund, cidade onde ficará exposta no museu do futebol gerido pela federação alemã.

As redes, entretanto, serão divididas em oito mil pedacinhos a serem comercializados por fãs germânicos que queiram ter uma recordação da goleada histórica. Cada pedaço custa 71 euros.

O dinheiro dessas vendas será transferido para instituições de solidariedade brasileiras nas áreas da saúde e do fomento à prática desportiva em comunidades carentes, segundo acordo celebrado pelo consulado alemão em Belo Horizonte e a sociedade administradora do Mineirão.

Como na baliza onde sofreu os outros dois golos nesse jogo, o Brasil entretanto já marcou três num desafio de qualificação para o Mundial da Rússia com a rival Argentina, esses postes, essa trave e essas redes ficarão num acervo do próprio estádio. Porque a outra baliza, a que os alemães levaram de avião, é que dava azar.

  COMENTÁRIOS