Portimonense desperdiça vantagem de dois golos frente ao Belenenses SAD

Aylton e Jackson contruíram a vantagem dos algarvios, anulada por Lica e Lucca.

Uma boa reação no segundo tempo permitiu ao Belenenses SAD empatar 2-2 no seu terreno, diante do Portimonense, depois de ter estado com uma desvantagem de dois golos, em jogo da 26.ª jornada da I Liga de futebol.

O Portimonense entrou muito bem na partida e colocou-se a vencer desde muito cedo, com golos de Aylton Boa Morte, aos três minutos, e de Jackson Martínez, aos 18.

Na segunda parte, Licá, aos 49 minutos, e Lucca, aos 67, marcaram para a formação da casa e empataram o encontro.

O Belenenses SAD obteve o segundo empate consecutivo a duas bolas, após a visita ao Benfica, e permanece no sétimo lugar da classificação, enquanto o Portimonense deixa 'fugir' uma vantagem confortável e seguem no nono posto.

Uma desatenção da defesa do Belenenses SAD permitiu o primeiro golo da partida aos algarvios, logo aos três minutos, ao recuperarem a bola perto da área adversária que, após cruzamento de Bruno Tabata, culminou no golo de Aylton Boa Morte, de cabeça.

O Belenenses SAD demorou a entrar na partida, com o primeiro sinal de perigo a ser através de uma bola parada, aos dez minutos, mas a bola acabou por perder-se pela linha de fundo.

Com rápidas transições ofensivas que causaram muitas dificuldades aos 'azuis', a equipa de Portimão chegou ao 2-0, desta feita por Jackson Martínez que, de primeira, rematou forte e sem hipóteses para Muriel.

O Portimonense continuava a dominar por completo as incidências da partida e, aos 29 minutos, Henrique 'furou' pelo lado esquerdo e 'obrigou' Muriel a uma grande intervenção, ao impedir os visitantes de aumentarem ainda mais a vantagem que já parecia confortável.

Na segunda parte, a história virou e foi o Belenenses SAD quem marcou na primeira jogada de perigo, aos 49, através de Licá, que aproveitou um corte defeituoso para reduzir a desvantagem.

Estava complicado contrariar a boa organização dos algarvios, que se apresentaram muito consistentes na zona defensiva, mas o golo de Licá abriu espaços e permitiu ao Belenenses SAD impor finalmente o seu jogo.

O empate surgiu de forma natural, através de uma excelente execução de Lucca, que, de fora da área, 'disparou' em direção à baliza de Ricardo Ferreira, num golo de belo efeito, aos 67 minutos.

Até ao apito final, as duas formações procuraram o golo que lhes daria a vitória, com o Belenenses, aos 82, a estar muito perto de uma reviravolta épica, mas Dálcio falhou o remate.

Já perto do minuto 90, o Portimonense chegou à área contrária e podia ter marcado, mas Muriel, com os pés, impediu a vitória forasteira e manteve o resultado num empate que traduz, de forma justa, os acontecimentos do encontro.

Continuar a ler