Benfica vence Sporting e iguala final do nacional de futsal

Vitória dos encarnados deixa a final do campeonato empatada.

O Benfica empatou hoje (1-1) a final do campeonato nacional de futsal, ao vencer o Sporting, por 6-3, no segundo jogo, à melhor de cinco, em que oito dos nove golos foram marcados na segunda parte.

Depois da derrota na Luz, por 5-4, ao Benfica apenas interessava a vitória, já que a derrota complicaria as contas da reconquista de um título que lhe foge desde 2014/15. Os comandados de Joel Rocha entraram determinados em marcar cedo, mas apresentaram um futsal muito direto, muito denunciado, com o guarda-redes Roncaglio a insistir no lançamento de bolas em profundidade, quase sempre inconsequentes.

Já o Sporting, mais cerebral, para anular esta pressão jogou no aproveitamento dos erros dos 'encarnados'. E foi precisamente numa dessas situações que surgiu o golo de Dieguinho, aos quatro minutos. Os comandados de Joel Rocha perderam a bola na linha de meio-campo, o Sporting apareceu em superioridade numérica (três jogadores para um) e Merlim apenas teve de decidir quem assistir. Dieguinho, que não perdoou.

Com as duas equipas nem sempre a praticar o melhor futsal, aliás o jogo teve muitas paragens, o Sporting foi apostando na pressão alta o que dificultou as ações do Benfica, equipa que teve o primeiro remate perigoso apenas aos 12 minutos, por intermédio de Robinho, jogador que, aos 20 minutos, com um remate cruzado testou os reflexos de Guitta.

O triunfo ao intervalo era um resultado justo para o Sporting. Não tanto pelo que as equipas fizeram, mas sobretudo por aquilo que não fizeram. Remates enquadrados na baliza, O Sporting fez três e marcou um.

Na segunda parte, a qualidade de jogo melhorou e muito. Os 'encarnados' chegaram ao golo por intermédio de André Coelho, aos 25 minutos, através da marcação de um livre direto.

Este golo teve o condão de acordar as 'águias' e, dois minutos depois, foi a vez de Fábio Cecílio, do meio da rua, colocar o Benfica na condição de vencedor, pela primeira vez nesta fase final.

Mais coeso, o Benfica, que contava com a entreajuda de todos os jogadores, tapou os caminhos da baliza de Roncaglio. Robinho, aos 34 minutos, ampliou para 3-1, depois de aparecer sozinho, na direita.

O treinador Nuno Dias colocou o Sporting a jogar em cinco para quatro, com Merlim a ser o guarda-redes avançado, mas a noite não era claramente dos tricampeões nacionais, já que, aos 35 minutos, Fábio Cecílio conseguiu ganhar a bola e com um remate ainda no meio-campo do Benfica fez o 4-1.

O Sporting não desarmou e manteve os olhos postos na baliza do Benfica. Aos 38 minutos, Cavinato fez dois golos e relançou o encontro (4-3), contudo, numa nova recuperação de bola, quando os 'leões' estavam novamente em cinco para quatro, Roncaglio fez o 5-3 e, em cima do apito final, Bruno Coelho imitou Fábio Cecílio e 'bisou', fixando o resultado: 6-3.

As duas equipas voltam agora a encontrar-se em 09 de junho, às 16:15, na Luz. O quarto jogo disputa-se em 13 de junho em casa do Sporting, sendo que o quinto, se necessário, realiza-se na Luz em 16 de junho.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de