liga europa

Sporting de Braga empata na Ucrânia e tem um 'pé' na fase seguinte

Ricardo Horta abriu o marcador aos 69 minutos, mas o Zorya iria empatar três minutos depois, após um mau alívio do lateral esquerdo Sequeira.

O Sporting de Braga empatou, esta quinta-feira, 1-1, na Ucrânia, diante do Zorya Luhansk, resultado que abre boas perspetivas para passar ao 'play-off' da Liga Europa de futebol.

Ainda não foi desta vez que o Sporting de Braga venceu uma equipa ucraniana, mas desperdiçou uma boa ocasião para isso porque foi melhor do que o adversário e desperdiçou mais ocasiões claras para marcar nesta primeira mão da terceira pré-eliminatória.

Os bracarenses apresentaram-se com o seguinte onze:

No banco de suplentes, o treinador Abel Ferreira tinha à sua disposição o guarda-redes Tiago Sá, o defesa central Pablo, o lateral Diogo Figueiras, os médios Ryller, Xadas e Fábio Martins e o avançado Dyego Sousa

O extremo português Ricardo Horta pôs os bracarenses em vantagem aos 69 minutos, 12 minutos depois de ter 'disparado' à barra, dando 'corpo' a uma superioridade minhota 'traída' pouco depois por um mau alívio de Sequeira que Karavaiev aproveitou com mestria (72').

O Sporting de Braga parte para a segunda mão da terceira pré-eliminatória, dentro de uma semana, em casa, em boa posição para seguir em frente, bastando-lhe até um empate a zero para ultrapassar os ucranianos.

O Zorya mostrou voluntarismo e processos simples no ataque, mas pouco mais, e a equipa de Abel Ferreira, que se apresentou sem ponta de lança fixo ( Dyego Sousa ficou no banco, Paulinho está lesionado e Hassan não está inscrito) , é globalmente superior.

Os minhotos começaram melhor e criaram lances de algum perigo, mas a primeira real situação de golo até pertenceu ao Zorya, com Karavaiev a rematar muito por cima quando tinha apenas Matheus pela frente (19 minutos).

Alguns erros do Sporting de Braga permitiram uma subida de rendimento do adversário, mas foi nessa fase que a equipa portuguesa teve uma grande ocasião para marcar, com Ricardo Horta, isolado por um grande lançamento lateral de Claudemir, a rematar contra o guarda-redes Luiz Felipe (35).

O mesmo Ricardo Horta, o jogador mais em evidência no Braga, abriu as 'hostilidades' bem cedo na segunda parte com um remate perigoso que o guardião contrário defendeu para canto (49').

Aos 57, o extremo rematou com estrondo à barra com o pé esquerdo já bem dentro da área, descaído sobre a esquerda, e à terceira foi de vez: centro de Esgaio da direita, a bola sobrou para Horta que, no 'coração' da área, rematou mais com colocação do que com força e inaugurou o marcador.

O jogo parecia controlado, apesar de algumas investidas mais fogosas dos ucranianos, mas um mau alívio de Sequeira possibilitou um grande golo a Karavaiev, um remate de primeira, quase logo a seguir (72').

Abel Ferreira fez uma substituição aos 78 minutos ( Dyego Sousa ) e as outras duas apenas aos 89' ( Ryller e Fábio Martins ). A equipa perdeu algum fulgor físico, e o Zorya, que já tem três jornadas cumpridas no campeonato da Ucrânia, atacou mais, mas sem criar grande perigo.

A decisão fica adiada para o jogo da segunda mão, que se disputa na próxima quinta-feira, no Estádio Municipal de Braga.

  COMENTÁRIOS