Mundial 2018

Conheça o perfil do novo selecionador espanhol

Fernando Hierro foi capitão da La Roja, que representou por 89 ocasiões, marcando 29 golos. Como treinador, treinou o Real Oviedo depois de ser adjunto no Santiago Barnabéu.

Com o despedimento de Julen Lopetegui, após este ter sido contratado pelo Real Madrid como novo treinador para as próximas três temporadas, a Federação Espanhola de Futebol optou por uma solução interina para comandar os destinos de La Roja no Mundial 2018.

Fernando Hierro foi o nome escolhido. O antigo internacional espanhol desempenhava a função de Diretor Desportivo da RFEF desde novembro do ano passado, cargo que já tinha ocupado nos anos áureos da La Roja (2007 a 2011), aquando das conquistas do Campeonato da Europa da Áustria/Suíça (2008) e do Campeonato do Mundo da África do Sul (2010).

Fernando Hierro, de 50 anos, tem no currículo uma passagem como treinador adjunto de Carlo Ancelotti, no Real Madrid, na época 2014/2015, e uma época como treinador principal ao serviço do Real Oviedo, da II divisão espanhola, na temporada 2016/2017.

Enquanto jogador começou no Valladolid, em 1987, onde esteve duas épocas, mudando-se para o Real Madrid em 1989, clube onde permaneceu durante 14 anos. Em 2003 mudou-se para o Catar, para representar o Al-Rayyan, onde jogou durante uma época. Em 2004, Hierro abraça o seu último clube da carreira enquanto profissional de futebol, o Bolton de Inglaterra, onde no final da temporada decidiu pendurar as chuteiras.

Ao serviço da seleção espanhola marcou 29 golos em 89 jogos, esteve presente em quatro campeonatos do mundo ( Itália 90, EUA 94, França 98 e Coreia/Japão 2002, neste último chegou a figurar no melhor onze do torneio ) e em dois Campeonatos da Europa ( Inglaterra 96 e Holanda/Bélgica 2000 ). Hierro abandonou a seleção espanhola na condição de melhor marcador, recorde que viria a ser ultrapassado por Raúl (44 golos), David Villa (59 golos), Fernando Torres ( 38 golos) e David Silva (35 golos).

Ao longo de toda a carreira Fernando Hierro marcou 163 golos em 804 jogos, conquistou três Ligas dos Campeões, cinco Ligas Espanholas, uma Copa do Rei e duas taças do Mundo.

  COMENTÁRIOS