Relato TSF

A definição de "vencer e não convencer". Sporting alcança SC Braga

Ouça as reações na TSF e veja o golo. Leões receberam e venceram esta sexta-feira o Santa Clara por 1-0.

PUB

O Sporting recebeu e venceu, esta noite, os açorianos do Santa Clara por 1-0 num jogo em que conseguiu alcançar o SC Braga na terceira posição do campeonato.

Alvalade reencontrava Bas Dost depois de uma ausência de alguns jogos. O holandês tem andado desligado dos golos, algo que provocou alguma falta de confiança ao ponta de lança. Esta noite, o 28 do Sporting voltava ao 11 inicial e, com ele, os adeptos esperavam que regressassem os golos.

Os primeiros 15 minutos de jogo foram pouco empolgantes. Duas equipas que tentavam, sobretudo, acertar na melhor forma de atacar: o Santa Clara recorria às alas, enquanto o Sporting deixava que Bruno Fernandes pegasse na batuta.

A forma de jogar não estava, no entanto, a resultar: aos 20 minutos de jogo, ainda nenhuma das equipas tinha ensaiado qualquer remate à baliza.

O remate mais perigoso dos leões surgiu aos 35 minutos e foi da autoria de um defesa. Mathieu cobrou um livre direto que ainda conseguiu assustar Marco, mas não passou disso: o susto gerou suspiros - de alívio, do guarda-redes, e de desespero, das bancadas.

A segunda parte começou com um susto para o Sporting: Patrick faz um lançamento lateral que cai no interior da grande área, a bola é cabeceada e acaba por cair aos pés de Chrien. O jogador eslovaco remata a bola com muito perigo, mas Ristovski acaba por fazer um corte que se revelou essencial ao desviar o remate.

O jogo estava muito lento e até algo pastoso, mas Acuña depressa arranjou uma forma de o acelerar.

Numa jogada inteligente, o argentino cobrou um lançamento de linha lateral que foi parar aos pés de um Bruno Fernandes completamente sozinho, esquecido atrás da linha defensiva açoriana. O 8 do Sporting arrancou para a grande área e viu Raphinha a aparecer do outro lado: colocou lá a bola e o brasileiro só precisou de encostar para o primeiro golo da partida aos 60'.

Valeu ao Sporting o rasgo de inteligência tática que valeu este golo, porque o jogo depressa voltou ao deserto de ideias a que Alvalade tinha assistido ate aí. João Henriques ainda promoveu várias alterações no ataque com as entradas ​​​​​​deZé Manuel, Ukra e Pablo, mas não teve o condão de acordar a sua equipa. Keizer, por seu lado, optou por lançar Miguel Luís para o lugar de Doumbia, para tentar segurar, de vez, o meio-campo.

A cartada final de Keizer foi o lançamento forçado de Jovane para o lugar de Raphinha, que se lesionou num choque com um adversário, mas a velocidade do jogo manteve-se: quase nenhuma.

O jogo chegou ao fim e, como o que conta são as bolas que entram, o Sporting venceu o Santa Clara por 1-0 e alcançou mesmo o SC Braga na terceira posição do campeonato. No entanto, nem tudo foi assim tão positivo: Bas Dost continua em branco e passou, uma vez mais, ao lado do jogo.

Raphinha marcou aos 60'.

Onze do Sporting: Renan Ribeiro; Ristovski, Coates, Mathieu e Borja; Wendel, Doumbia e Bruno Fernandes; Raphinha, Acuña e Bas Dost.

Onze do Santa Clara: Marco; Patrick, Fábio Cardoso, César, João Lucas; Kaio, Chrien, Bruno Lamas e Francisco Ramos; Evouna e Guilherme Schettine.

O jogo é apitado por Manuel Oliveira, assistido por Pedro Ribeiro e Tiago Ribeiro. No VAR estará Luís Ferreira.

Suplentes do Sporting: Salin, André Pinto, Diaby, Phellype, Jovane, Miguel Luís e Thierry.

Suplentes do Santa Clara: João Lopes, Ukra, Minhoca, Mamadu, Lucas Marques, Zé Manuel, Pablo Lima.

  COMENTÁRIOS