Regresso ao topo em meia dúzia de passos. Benfica goleia Marítimo e lidera campeonato

Veja os golos. Encarnados recuperaram o primeiro lugar da Liga depois de baterem o Marítimo por 6-0.

O Benfica regressou esta segunda-feira à liderança do campeonato depois de receber e vencer o Marítimo por 6-0. Félix e Cervi, por duas vezes, Salvio e Pizzi marcaram os golos encarnados que ficaram sem resposta.

Dois minutos volvidos e já Félix somava o 12.º golo na Liga. Pizzi bateu um canto de forma rasteira para a entrada da área e o jovem encarnado, de primeira, rematou para o canto superior da baliza defendida por Charles. Canto bem estudado e os encarnados chegavam à vantagem quando a partida ainda só levava um par de minutos... e de remates das águias.

O golo do jovem jogador do Benfica foi também o 17.º em todas as competições nesta época.

O resultado espelhava a realidade do jogo, pelo menos no que diz respeito aos primeiros 15 minutos da partida: o Marítimo tentava sair a jogar, mas esbarrava sempre no meio campo benfiquista. Com isso, acabava por colocar-se à mercê das transições encarnadas, principalmente pelo corredor direito ocupado por Pizzi e André Almeida. Valiam a coragem de Charles - que saía da baliza sem cerimónias - e a chuva que se abatia sobre Lisboa e que tornava o relvado (demasiado) rápido.

No meio-campo assistia-se a uma interessante batalha de novos talentos: de um lado Florentino, que aos 25 minutos ainda não tinha qualquer perda de bola; do outro estava Pelágio, jovem médio maritimista que assumia a despesa de conduzir a transição ofensiva da equipa e de organizar o jogo à sua volta.

Aos 28 minutos, a bola chegou mesmo a entrar na baliza encarnada, mas a jogada foi anulada. Rúben Ferreira tinha batido um canto a partir da direita do ataque insular que encontrou Grolli a importunar Vlachodimos. Luís Godinho não teve dúvidas em assinalar a obstrução sobre o guardião.

O intervalo chegou com a vantagem mínima a sorrir aos encarnados. Na segunda parte, repetiu-se a fórmula da primeira.

Aos 49', novo canto, novo golo, mas desta vez sem grande estudo. A bola é batida para o centro da grande área e acaba por sobrar para o corredor esquerdo. André Almeida faz a bola atravessar todo o campo e descobre Pizzi ao segundo poste que, em vólei, atira a contar para o segundo.

A resposta do Marítimo foi, tal como na primeira parte, insuficiente. O miolo não transportava a bola da forma mais eficiente e foi, uma vez mais, apanhado em contra-pé.

Aos 64', Rúben Ferreira deu demasiado espaço a André Almeida, que tirou um cruzamento aparentemente inofensivo. Aquilo com que os insulares não contavam era a entrada de rompante de Félix ao primeiro poste: na cara de Charles, só precisou de encostar para o 3-0. Félix somava o 13.º golo no campeonato e o 18.º da época.

O Marítimo ia afundando-se na noite de chuva na Luz. Aos 71', Félix somou não mais um golo, mas uma assistência. Descobriu Cervi descaído sobre a esquerda e, com um passe rasteiro, deu-lhe a bola. Perante a saída de Charles, o argentino picou a bola e fez o 4-0. O argentino fazia o quarto golo da época e o primeiro de 2019.

Por esta altura assinalava-se um dado curioso: o Marítimo não rematava há 60 minutos. Quem continuou a rematar foi Cervi, e os resultados ficaram à mostra. A defesa maritimista falha em cortar a bola por duas vezes seguidas e o 11 do Benfica, aos 87', atirou cruzado a contar para a mão cheia de golos encarnados.

Se a Luz pensou que as contas do jogo estariam fechadas, depressa percebeu que esta enganada. Aos 90', foi tempo de mais um "regressado" inscrever o nome na lista de marcadores. Desta vez foi outro argentino, Salvio, que ao segundo poste cabeceou a contar para o sexto golo da partida... que foi também o sexto da sua época.

A partida seria dada como terminada poucos momentos depois e a Luz recebia um folar atrasado: o regresso à liderança do campeonato.

Onze do SL Benfica: Odysseas; Almeida, Ruben Dias, Ferro e Grimaldo; Pizzi, Florentino, Samaris e Cervi; João Félix e Seferovic.

Onze do Marítimo: Charles; Nanu, Lucas Áfrico, Grolli e Rúben Ferreira; Correa, Vukovic, René, Pelágio e Barrera; Getterson.

João Félix fez o primeiro do jogo aos 2'.

O golo anulado a Grolli, aos 29'.

Pizzi fez o segundo aos 49'.

Félix bisou aos 64'.

Cervi aumentou a vantagem encarnada aos 71'.

O argentino bisou aos 87'.

Salvio fechou as contas da partida aos 90'.

O árbitro da partida é Luís Godinho, auxiliado por Rui Teixeira e Valter Rufo. No videoárbitro está Bruno Esteves, assistido por António Godinho.

Suplentes do Benfica: Svilar, Jardel, Gedson, Taarabt, Zivkovic, Salvio e Jonas.

Suplentes do Marítimo: Amir, Bebeto, Traoré, Gamboa, Fabrício, Johnson e Chico Banza.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de