Rio Ave vence Sporting com três penáltis cometidos por Coates

Numa tarde que parecia tranquila, Sporting perde em casa pela primeira vez na temporada. Jogo terminou com assobios nas bancadas. Veja os golos.

O Sporting foi derrotado esta noite em Alvalade pelo Rio Ave (2-3). Coates foi a figura do encontro, mas pelas piores razões. O central leonino cometeu três grandes penalidades, que deram o triunfo ao emblema de Vila do Conde. Filipe Augusto (bis) e Ronan apontaram os golos da equipa vila-condenses. Bruno Fernandes e Luiz Phellype apontaram os tentos dos leões, numa noite "negra" em Alvalade.

O sol e a temperatura simpática no último dia de agosto convidou os adeptos para um final de tarde de futebol em Alvalade. Do lado do Sporting, Keizer optou por repetir o onze que jogou na última jornada, dando pela segunda vez consecutiva a titularidade ao reforço Vietto. Já do lado do Rio Ave, havia muita confiança face à goleada da semana passada frente ao Aves.

O jogo começou com o Rio Ave mais perigoso. Após um lance perigoso de Nuno Santos, que culminou com um corte de Doumbia na área, o emblema de Vila do Conde conquistou um penálti.

Coates derrubou na área Bruno Moreira, mas o lance suscitou dúvidas à equipa de arbitragem. Após visualizar as imagens, o videoárbitro validou a decisão e, da marca dos onze metros, Filipe Augusto não falhou.

O Sporting tentou reagir e foi criando vários lances junto à área vila-condense. Luiz Phellype, bem posicionado, não conseguiu rematar mas o golo acabou por surgir.

Numa jogada de entendimento, Acuña recebeu o esférico de Bruno Fernandes e cruzou para Luiz Phellype. A bola foi cortada para a entrada da área, onde estava o capitão dos leões, que fuzilou a baliza de Kieszek para o empate.

O jogo entrou num ritmo mais lento, após o golo do Sporting. Ambas as equipas tentavam gerir o resultado e abrandaram na criação de oportunidades. A exceção surgiu nos descontos. Bruno Fernandes, novamente à entrada da área, rematou com perigo mas a bola embateu num defesa. Na recarga, gritou-se golo em Alvalade, mas Wendel estava em posição irregular.

Durante o intervalo, os treinadores tentaram incentivar os jogadores no balneário, que demoraram a retomar a partida. No segundo tempo, o Rio Ave apresentou-se melhor, mantendo as ideias da primeira parte. Tarantini e Luiz Phellype estavam a rubricar uma boa exibição em Alvalade.

Mas foi o Sporting que chegou à vantagem. Luiz Phellype viu uma bola perdida na área e aplicou um forte remate que só parou nas redes vila-condenses.

O Rio Ave não baixou os braços e reagiu com perigo junto à área leonina. Num jogada iniciada pela direita, Tarantini serviu Diego Lopes, mas o brasileiro rematou por cima da baliza de Renan Ribeiro.

O Sporting tentava gerir a vantagem, mas a defesa não estava nas melhores noites. O avançado Taremi, surgiu inclusive, solto na cara de Renan, mas o guardião conseguiu segurar a vantagem. A cinco minutos dos 90, Taremi foi carregado em falta. Coates provocou o segundo penálti da noite.

Chamado à marcação, Ronan não deu hipóteses e empatou a partida.

Nos minutos finais, Coates tornou-se no "vilão" da noite em Alvalade. O central uruguaio não consegui parar Taremi e cometeu, de novo, falta na área. O árbitro da partida apontou para o terceiro penálti da noite e Filipe Augusto bisou na partida.

Onze do Sporting: Renan Ribeiro; Thierry Correia, Coates, Mathieu e Acuña; Wendel, Doumbia e Bruno Fernandes; Raphinha, Luiz Phellype e Vietto.

Onze do Rio Ave: Kieszek; Nélson Monte, Borevkovic, Aderllan Santos e Matheus Reis; Tarantini, Diego Lopes e Filipe Augusto; Nuno Santos, Bruno Moreira e Taremi.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de