Dois ciclistas suspensos por doping pela União Ciclista Internacional

Uma investigação levada a cabo pela polícia austríaca levou à suspensão de dois ciclistas do pelotão internacional. Alessandro Petacchi também é suspeito nesta investigação.

Dois ciclistas do pelotão internacional, o esloveno Kristijan Koren e o croata Kristijan Durasek, foram esta quarta-feira suspensos pela União Ciclista Internacional (UCI), no âmbito do caso de doping Aderlass.

Koren, de 32 anos, pertence à Bahrain-Merida e encontrava-se a disputar a 102.ª edição da Volta a Itália, sendo que esta quarta-feira já não partiu para a quinta etapa, enquanto Durasek, da UAE-Emirates, disputava a Volta a Califórnia.

O anúncio da UCI abrange também dois corredores já retirados, o esloveno Borut Bozic e o italiano Alessandro Petacchi, vencedor de 48 etapas em 'grandes Voltas', no âmbito do 'caso Aderlass', em torno do médico Mark Schmidt, detido em 27 de fevereiro.

Segundo o comunicado, a UCI tem estado "em contactos próximos com as autoridades nacionais no inquérito da Aderlass, em particular com a Agência Mundial Antidopagem e a polícia austríaca".

A UAE-Emirates enviou na terça-feira o colombiano Juan Sebastián Molano, na equipa da Volta a Itália, para casa, após um controlo interno "anómalo" ter levantado suspeitas no seio da equipa dos Emirados Árabes Unidos, que tem os portugueses Rui Costa, Ivo Oliveira e Rui Oliveira.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de