Crise no Sporting

Fala-se mais dos problemas do Sporting do que da Final e isso "é chato"

Presidente da SAD do Aves lamenta a atenção dada ao que aconteceu em Alcochete. Luiz Andrade considera que problemas dos leões podem unir ainda mais o plantel do Sporting e assim prejudicar o Aves.

"Neste momento fala-se mais dos problemas que o Sporting tem do que propriamente do jogo da Final, e isso é um bocado chato para quem gosta de futebol." Luiz Andrade lamenta o "ruído" que os acontecimentos desta terça-feira têm na Taça de Portugal.

Pela primeira vez na história o Desportivo das Aves conseguiu chegar ao Jamor, mas com a invasão de Alcochete e as agressões a jogadores e técnicos do Sporting a Final, o jogo, passou para segundo plano. "Quem gosta de futebol está à espera de ver os preparativos das equipas, de ver o que as equipas têm de bom para dar para essa final e estão a ver os problemas internos de um clube. Isso é chato. A comunicação social é que sabe porque é que faz isso e porque é que dá mais ênfase a essas coisas do que propriamente ao jogo", aponta o presidente da Sociedade Anónima Desportiva do Aves.

Luiz Andrade não acredita que o Aves possa beneficiar com os problemas do Sporting: "completamente o oposto, pode até ser prejudicial para nós porque estamos a trabalhar focados num adversário forte. Com todas as coisas que estão a acontecer eles podem unir-se mais, fortalecer-se mais e tornar muito mais perigoso que aquilo que já é."

Apesar da instabilidade que está criada, o dirigente do Aves garante que o plantel tem tentado passar ao lado disso: "queremos passar bem longe disso. Queremos pensar somente no nosso trabalho. O Sporting tem os problemas deles, eles que resolvam."

A final da Taça de Portugal joga-se no domingo, no Jamor, às 17h15.