FC Porto pede reunião urgente com presidentes da FPF e do Conselho de Arbitragem

O campeão nacional considera que houve "erros crassos das equipas de arbitragem" e "tudo fará para que seja respeitada a verdade desportiva".

O FC Porto pediu reuniões "com caráter de urgência" com os presidentes da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e do Conselho de Arbitragem (CA) federativo, anunciou, esta segunda-feira, o campeão nacional no site oficial.

Em causa está a vontade de "analisar os erros crassos das equipas de arbitragem nos jogos Rio Ave-FC Porto e Sporting de Braga-Benfica", que, segundo indica o clube portuense em comunicado, "colocam em causa a verdade desportiva desta edição" da I Liga e a "bem intencionada introdução do VAR [videoárbitro]".

Na 31.ª jornada do campeonato, o FC Porto vencia por 2-0 aos 84 minutos, antes de o Rio Ave conseguir empatar na fase final da partida, um dia antes de o Benfica se isolar no primeiro lugar ao vencer por 4-1 no estádio do Sporting de Braga.

Os minhotos adiantaram-se de penálti, mas o árbitro assinalou duas grandes penalidades para as águias, convertidas por Pizzi, que assim deram a volta ao marcador, tendo depois o Benfica ampliado a vantagem, o que lhe permitiu passar a ter dois pontos de vantagem sobre o FC Porto, segundo classificado.

A nota dos azuis e brancos denuncia um total de cinco "erros gravíssimos de árbitros e VAR, que inverteram a atual classificação do campeonato", e afirma que o clube "tudo fará para que seja respeitada a verdade desportiva".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de