Justiça

FC Porto processa Varandas Fernandes por declarações "mentirosas e difamatórias"

Benfica já reagiu em comunicado. É "uma excelente oportunidade para chamar ao processo como testemunhas os dirigentes do FC Porto", frisaram as 'águias'.

O FC Porto anunciou que vai processar Varandas Fernandes, vice-presidente do Benfica, após a conferência de imprensa desta quinta-feira. O clube da Invicta já deu instruções ao departamento de jurídico e vai proceder judicialmente contra o dirigente benfiquista.

De acordo com um comunicado do clube, estão "em causa estão as declarações falsas e difamatórias do vice-presidente do Benfica, tendo afirmado que o FC Porto pagou e instigou o acesso ilegítimo do sistema informático do Benfica".

"'Alguém acredita que um hacker conhecido por vender informações ia oferecer informação a troco de nada?' e 'Acreditamos que a justiça, obviamente, conseguirá provar a forma e as contrapartidas financeiras que estiveram por trás do modo como o FC Porto obteve informação roubada ao Benfica'" são alguns dos exemplos apontados pelo FC Porto "como declarações mentirosas e difamatórias".

O Benfica reagiu à informação através de um comunicado e garantiu que, "caso se confirme o processo" ao vice-presidente das 'águias', será "uma excelente oportunidade para chamar ao processo como testemunhas os dirigentes do FC Porto em prol do cabal esclarecimento de como, em que circunstâncias e de que forma o FC Porto e o diretor de comunicação do clube tiveram acesso e cometeram o crime de divulgação da correspondência privada roubada ao Benfica".

  COMENTÁRIOS