Liga das Nações

Portugal empata com a Polónia em jogo de "fim de festa"

Seleção nacional já tinha garantido o apuramento para a final four da Liga das Nações.

A Seleção nacional entrou em campo frente à turma polaca com a iniciativa do jogo. O primeiro lance de perigo surgiu aos nove minutos, por intermédio de Renato Sanches. O médio do Bayern sentou um defesa na grande área, conseguiu rematar mas a bola embateu em Rafa.

Portugal impunha o seu jogo e João Cancelo tomou a iniciativa de rematar com perigo. A Polónia respondeu na sequência de uma recuperação. Frankowski ganha a bola ao segundo poste e remata sem hesitar para boa defesa de Beto, mas o lance foi invalidado pelo juiz Sergei Karasev.

Depois da meia hora, a equipa de Fernando Santos inaugurou o marcador. André Silva aproveitou um canto para surpreender com um cabeceamento ao primeiro poste. O avançado do Sevilha antecipou-se à defesa polaca, na sequência de um canto de Renato Sanches.

A segunda parte começou com uma Polónia mais atrevida e a chegar-se com perigo à baliza portuguesa. Numa jogada de envolvimento, o capitão Grosicki conseguiu rematar de pé esquerdo com perigo. Logo a seguir, Cancelo evitou o empate na linha de golo. Milik rematou de ângulo apertado, a bola desviou no carrinho de Rúben Dias e por pouco não traiu Beto.

O empate não tardou. Aos 64 minutos, Milik foi derrubado na área por Danilo, que viu vermelho direto. O árbitro apontou para a marca de penálti e o avançado polaco repôs a igualdade.

Em desvantagem numérica, a Seleção foi perdendo a eficácia ofensiva e a consistência defensiva. Exemplo disso foi o remate de Zielinski, a dez minutos dos 90, que obrigou o guardião Beto a voar para evitar o segundo golo dos polacos.

Até ao final, Portugal defendeu o empate com as armas que dispunha. Fernando Santos, promoveu algumas alterações, com destaque para Éder que foi ovacionado pelo público que assistiu ao encontro no Estádio D. Afonso Henriques.

O resultado não viria a ser alterado até ao final. Portugal soma um ponto e consegue terminar o grupo 3 da Liga A na primeira posição com oito pontos e sem qualquer derrota.

Onze de Portugal: Beto; João Cancelo, Pepe, Rúben Dias e Kevin Rodrigues; Renato Sanches, Danilo, William Carvalho e Raphael Guerreiro;Rafa e André Silva.

Onze da Polónia: Szczesny; Kedziora, Cionek, Bednarek e Beresznski; Klich e Krychowiak; Grosicki, Zielinski e Frankoeski: Milik.

  COMENTÁRIOS