FPF abre inquérito após denúncias do FC Porto

Conselho de Disciplina vai investigar acusações de alegados atos de corrupção do Benfica. Acusação surgiu terça-feira à noite, no Porto Canal, pela voz do diretor de Comunicação do FC Porto.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol anunciou esta manhã que vai abrir inquérito para investigar os alegados atos de corrupção do Benfica, que envolvem árbitros e comunicações suspeitas por e-mail.

Na terça-feira, no Porto Canal, o diretor de comunicação dos dragões, Francisco J. Marques, revelou uma troca de e-mails entre o antigo árbitro Adão Mendes e o atual diretor de conteúdos da Benfica TV,Pedro Guerra.

O clube da Luz deu troco no dia a seguir, na quarta-feira, ao "repudiar de forma veemente" o que definiu como "absurdas insinuações" do diretor de Comunicação do FC Porto. Uma fonte dos encarnados disse à TSF na quarta-feira que o Benfica estava decidido em avançar com o correspondente processo-crime por difamação e outros que se justifiquem.

Esta manhã de quinta-feira, o diretor de comunicação do Benfica, Luís Bernardo, disse à TSF que se congratula com a abertura de todos os inquéritos que possam ocorrer por parte do Ministério Público ou da Federação Portuguesa de Futebol, de modo a esclarecer todas as questões relativas às acusações do Futebol Clube do Porto sobre um alegado esquema de corrupção na arbitragem.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de