João Sousa sobe para 50.º no ranking mundial de ténis

O português João Sousa subiu um lugar para o 50.º posto do 'ranking' mundial de ténis, que é liderado pelo sérvio Novak Djokovic e que conta, pela primeira vez, com o italiano Fabio Fognini na 12.ª posição.

João Sousa está agora no lugar 50 da tabela mundial de tenistas. 'Djoko' permanece no primeiro lugar desta classificação, à frente do espanhol Rafael Nadal, do alemão Alexander Zverev e do suíço Roger Federer.

Aos 31 anos, Fognini, um dia depois de vencer o Masters 1.000 de Monte Carlo, chegou à mais alta posição da carreira, ao subir seis lugares, na semana anterior a disputar o Estoril Open. O sul-africano Kevin Anderson, que também vai participar no torneio português, a disputar no Clube de Ténis de Estoril, entre 27 de abril e 5 de maio, protagonizou a única subida no 'top-10', chegando ao sexto lugar, por troca com o japonês Kei Nishikori.

O grego Stefanos Tsitsipas, o francês Gael Monfils e o norte-americano Frances Tiafoe, finalista vencido do Estoril Open em 2018, mantiveram os lugares na hierarquia, oitavo, 19.º e 30.º, respetivamente.

Abaixo de João Sousa, que vai defender o título no Estoril Open, Pedro Sousa desceu um lugar e ocupa o 107.º posto, enquanto João Domingues, que perdeu no domingo a final do 'challenger' de Tunes, subiu sete posições (214.º) e Gonçalo Oliveira ascendeu 33 (262.º), após chegar às meias-finais do também 'challenger' de Anning.

O francês Jo-Wilfried Tsonga, antigo número cinco do mundo, regressou ao 'top-100', do qual esteve afastado desde outubro de 2018.

No setor feminino, também não houve alterações no topo da hierarquia, com a liderança a continuar a pertencer à japonesa Naomi Osaka, com a romena Simona Halep a checa Petra Kivtova, nas segunda e terceira posições, respetivamente.

Francisca Jorge assumiu o estatuto de número um portuguesa, ao subir 30 lugares para a 618.ª posição, ultrapassando Inês Murta, agora 625.ª.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de