Crise no Sporting

Jogadores e equipa técnica ponderam queixa-crime contra Bruno de Carvalho

Em causa estão as várias falhas de segurança registadas nas ultimas semanas.

Os jogadores e equipa técnica do Sporting estão a ponderar uma queixa-crime contra Bruno de Carvalho por autoria moral das agressões que aconteceram ontem na Academia de Alcochete, como adiantam esta manhã A Bola e o Record.

Este é um cenário que está em aberto, pelo que a TSF conseguiu apurar. A equipa técnica estranha as falhas de segurança que se têm registado nas ultimas semanas e há várias interrogações:

Como foi possível que, no último dérbi com o Benfica em Alvalade, tenham entrado no Estádio de Alvalade tochas, às dezenas, lançadas pela Juventude Leonina e que caíram junto da baliza de Rui Patrício.

Quando os jogadores chegaram da Madeira depois da derrota como o Marítimo, no domingo à noite, como é que os adeptos tiveram acesso a uma zona do estacionamento reservada, acabando por surpreender os jogadores junto aos carros?

E o que aconteceu em Alcochete? Cerca de 50 adeptos tiveram acesso à área onde trabalhada a equipa principal na Academia do Sporting, agredindo jogadores e equipa técnica, incluindo o treinador Jorge Jesus.

Perante estes incidente, a principal preocupação de Jorge Jesus é recuperar a equipa para a final da Taça de Portugal, sobretudo psicologicamente.

Em termos físicos, a equipa ainda não treinou. Segunda-feira foi dia de descanso, terça-feira foi impossível trabalhar por falta de condições e esta quarta-feira o treino foi cancelado.