Desporto

Lleyton Hewitt interrompe reforma para jogar pares no Open da Austrália

O antigo número um do ranking ATP garante que vai fazer número ao lado de Sam Groth.

Lleyton Hewitt, atual 'capitão' australiano da Taça Davis e ex-número um mundial do ténis, vai interromper a sua 'reforma' para jogar pares ao lado do compatriota Sam Groth, no Open da Austrália.

"Vai ser divertido -- é esse o propósito do Open da Austrália. Vou apreciar bastante esta oportunidade. Temos batido umas bolas, praticado todos os dias, não vamos participar para fazer número. Queremos dar uma boa luta", assumiu o antigo número um mundial ao jornal australiano Herald Sun.

Esta é a segunda vez que Lleyton Hewitt, que venceu o Open dos Estados Unidos, em 2001, e Wimbledon, em 2002, volta aos 'courts' depois de ter anunciado a sua retirada: a primeira aconteceu no ano passado, quando regressou ao ativo para disputar um encontro de pares, dos quartos-de-final da Taça Davis, contra os irmãos norte-americanos Bryan.

"É algo sobre o qual eu e o Hewitt falámos, e é perfeito para mim. Eu estava lá quando o 'Rusty' se retirou em 2016 e é ótimo que ele vá lá estar quando eu sair também. Ele não é alguém que eu conheça do ténis, é um grande amigo", sublinhou Groth, atual 248.º da hierarquia mundial, que vai disputar o seu último torneio no primeiro 'Grand Slam' de 2018.

  COMENTÁRIOS