Desporto

Marco Silva garante mais um reforço fora de prazo

Zouma chega ao Everton por empréstimo do Chelsea. O mercado de transferências fechou esta quinta-feira, em Inglaterra, mas o clube pediu um prolongamento do prazo de inscrição, para o central francês.

O Everton anunciou, esta sexta-feira, na sua página oficial , a contratação do defesa central Kurt Zouma. O Internacional francês, por quatro vezes, chega por empréstimo do Chelsea, até ao final da próxima temporada, e vai usar o número "5" na camisola.

O clube, treinado pelo português Marco Silva, vê assim a chegada de um reforço, já depois do fecho mercado de transferências, em Inglaterra. Os "Toffees" pediram um prolongamento do prazo de inscrição, para o jogador de 23 anos, que já estava praticamente fechado com o Chelsea, esta quinta-feira. A documentação de Zouma foi entregue antes das 17h, do dia 9 de agosto ( data limite para a inscrição de jogadores na liga inglesa ), no entanto o acordo só foi selado esta sexta-feira.

Zouma chegou a Inglaterra em 2014, para representar os londrinos. O defesa veio dos franceses do Saint-Étienne, clube onde se formou e se estreou como sénior, em 2011. Conquistou ainda uma taça da liga ao serviço dos franceses.

Nos blues, jogou durante três temporadas, nas quais marcou 4 golos em 71 jogos, foi campeão inglês por duas vezes e venceu ainda uma taça da liga.

Na última época, Zouma esteve emprestado ao Stoke City, do primeiro escalão inglês, onde apontou um golo em 37 partidas.

Zouma é assim o sexto reforço do Everton, para a temporada 2018/19. O defesa junta-se aos recém chegados Bernard ( médio brasileiro ex- Shakhtar Donetsk, da Ucrânia ), Yerri Mina ( central colombiano ex -Barcelona, de Espanha ) e André Gomes ( médio português ex- Barcelona, de Espanha ). Neste defeso, os britânicos contrataram ainda o avançado brasileiro Richarlison, que trabalhou com Marco Silva no Watford ( I liga inglesa ), na temporada passada, e o lateral francês Lucas Digne (ex- Barcelona, Espanha ).

O Everton investiu 91.9 milhões de euros, neste mercado de tranferências, sendo que as compras mais caras foram Richarlison, que custou 39 milhões de euros, e Yerri Mina, que rendeu 30 milhões deu euros aos cofres do "Barça". Lucas Digne foi comprado por 20 milhões de euros, enquanto André Gomes implicou um pagamento de 2.2 milhões de euros, pela taxa de empréstimo. Bernard terminou contrato com o Shakhtar Donetsk, do treinador português Paulo Fonseca, e chegou a custo zero, tal como Zouma que vem emprestado.

  COMENTÁRIOS