Desporto

Sporting eliminado da Taça da Liga pelo Vitória de Setúbal

2-1 foi o resultado final do encontro na cidade do Sado. O jogo acabou com protestos dos jogadores do Sporting e o árbitro teve que dar o jogo por terminado depois de ter sido marcada penalidade.

O Vitória de Setúbal qualificou-se hoje para as meias-finais da Taça da Liga de futebol, ao bater em casa o Sporting, por 2-1, graças a um penalti nos descontos que deixou os 'leões' fora da competição.

No Estádio do Bonfim, em jogo da terceira e última jornada do Grupo A, Edinho marcou de grande penalidade, aos 90+4, e desfez a igualdade que permitia ao Sporting estar presente na 'final four'. Venâncio inaugurou o marcador para os sadinos, aos 19 minutos, e Elias fez a igualdade, aos 79.

A decisão que levou à penalidade foi bastante polémica e causou tumulto no relvado, com os jogadores do Sporting a rodearem o árbitro e Rui Oliveira pede a intervenção da PSP e dá por terminado o desafio.

O Vitória de Setúbal ganhou o Grupo A, com seis pontos, tantos quanto o Sporting, valendo à equipa de José Couceiro a média de idades de jogaores mais baixa, enquanto o Arouca e o Varzim ocuparam o terceiro e quarto lugares, ambos com três pontos. O Vitória e o o Moreirense são as equipas já qualificadas para a 'final four', que se realiza no Estádio Algarve, entre 25 e 29 de janeiro.

Nenhum responsável do Sporting compareceu perante os jornalistas na habitual conferência de imprensa do final da partida.

Mas na Sporting TV, Jorge Jesus critica a "nomeação de árbitros sem experiência nenhuma e sem conhecimentos" para os jogos da Taça da Liga.

"Sentimos que nos últimos segundos tiraram-nos a possibilidade de estarmos na meia final" e para mais a derrota "não teve nada a ver com o jogo teve a ver com outra equipa" que "desvirtuou esta competição", concluiu Jorge Jesus.