"O que Artur Torres Pereira está a fazer é um ato criminoso"

Após o apelo de Torres Pereira em relação aos bancos não trabalharem com o Sporting, o vice-presidente do clube explicou à TSF o quão difícil é gerir o dia a dia das contas do clube.

Carlos Vieira, vice-presidente do Sporting, acusa o presidente de comissão de gestão do Sporting, Artur Torres Pereira, de estar a pôr em risco a gestão da SAD do clube de Alvalade.

"O que ele está a fazer é um ato criminoso. Fazendo esse apelo [em relação aos bancos que trabalham com o Sporting] está a criar dificuldades acrescidas, é uma situação que já por si não é fácil. Os bancos levam-nos questões, estamos a falar de pagamentos correntes, temos situações em que os bancos nos pedem, quase todos os dias, as certidões do registo comercial onde dizem que somos ou não membros dos órgãos sociais", explicou Carlos Vieira em declarações à TSF.

"O que ele está a fazer é dificultar significativamente a ação regular. Não estamos a falar de assinar contratos, que isso está tudo formalizado, estamos a falar do dia a dia", acrescentou, ao explicar que estão em causa atos simples ​​​​​​​como o pagamento de salários ou o pagamento de impostos".

Recorde-se que Artur Torres Pereira apelou aos bancos para que deixem de trabalhar com o Sporting.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de