Os desejos de Lage: plantel curto e dois jogadores a lutar por cada posição

Benfica vai defrontar a Fiorentina para a International Champions Cup.

Bruno Lage quer um plantel curto e competitivo, dar oportunidades a todos os futebolistas do Benfica para lutar por um lugar na equipa e ter dois jogadores a disputar cada uma das posições no onze.

"Quero dar oportunidades a toda a gente para lutar por um lugar na equipa e quando não forem a primeira opção, tenham vontade e estímulo para evoluir e conquistar o lugar", disse Bruno Laje, em declarações aos jornalistas, na véspera do jogo frente à Fiorentina, para a International Champions Cup.

O objetivo, para Bruno Laje, é a aproximação à "qualidade de jogo" que o Benfica apresentou na segunda volta da I Liga 2018/19, "partindo da base de trabalho da época passada e avaliando o que é que os novos jogadores podem trazer".

"Quero uma equipa competitiva. Para isso, não podemos ter mais do que dois jogadores por posição, mas é importante perceber o que é que os mais novos trazem e o tipo de ligações que essas duplas conseguem criar", acrescentou Bruno Laje.

O técnico encarnado lembrou que o Benfica está a fazer mais jogos na pré-época do que é normal porque quer avaliar qual a melhor forma de crescer enquanto equipa até encontrar o melhor 'onze' para atingir um nível de jogo semelhante ao do ano passado.

Questionado acerca da cobiça que Rúben Dias e Grimaldo suscitam no mercado e em grandes clubes europeus, Laje considerou isso um motivo de orgulho, sem deixar de referir a importância de segurar as mais-valias.

Quanto aos problemas que está a enfrentar no lado direito da defesa por causa da lesão de André Almeida e do regresso de Ebuehi após um ano de paragem, também por lesão, o treinador do Benfica abordou os dois casos.

"Quero realçar o espírito de sacrifício do André Almeida, cuja recuperação já sabíamos que seria mais demorada. Hoje, já fez um quarto de hora, jogará 45 minutos e terá um volume de jogo progressivo. Temos dois jogadores para a lateral direita, ele e Ebuehi, mas dependendo da forma física deste, podemos contar com o Nuno Tavares e o João Ferreira", explicou Bruno Laje.

O avançado suíço Haris Seferovic também prestou declarações à comunicação social para fazer um balanço muito positivo da forma como o estágio de pré-época está a decorrer, considerando que se está a trabalhar bem, com intensidade e que a equipa estará apta a responder quando a competição a sério se iniciar.

Questionado sobre o desfazer da dupla Seferovic/João Félix e do seu entendimento futuro com Raul de Tomás, o avançado suíço quis olhar em frente: "O João [Félix] já cá não está, foi embora, não vale a pena estar sempre a falar sobre a sua falta. Há nova concorrência, estamos todos a trabalhar muito para conquistar um lugar na equipa e depois caberá ao 'mister' decidir quem joga".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de