Desporto

Petit já não é treinador do Paços de Ferreira

Técnico esteve apenas três meses à frente da equipa, vencendo um jogo, empatando dois e perdendo seis.

Petit deixou na segunda-feira o comando técnico do Paços de Ferreira, numa decisão conhecida após o empate com o Portimonense e por iniciativa do treinador, informou em comunicado a direção do clube da I Liga de futebol.

PUB

"A direção do FC Paços de Ferreira vem pelo presente comunicar que o treinador Petit, no final do jogo FC Paços de Ferreira - Portimonense, solicitou uma reunião na qual manifestou a sua intenção de fazer cessar o vínculo contratual com o clube", pode ler-se.

No mesmo comunicado, a direção pacense faz saber ainda que, "atenta aos motivos invocados pelo treinador, decidiu aceitar o pedido de cessação do contrato de trabalho, pelo que o treinador deixará de exercer a partir da presente data o cargo para o qual foi contratado".

Petit tornou-se no sexto treinador a deixar um clube da edição 2017/18 da I Liga de futebol, o que acontece pela segunda vez no Paços de Ferreira, depois de ele próprio ter substituído Vasco Seabra na nona jornada, após a goleada sofrida em casa do FC Porto (61) e a eliminação da equipa da Taça de Portugal frente à Académica, da II Liga (2-1 após prolongamento).

No clube pacense, Petit realizou nove encontros, entre campeonato (sete jogos) e Taça da Liga (dois), conseguindo uma vitória, na estreia, na receção ao Estoril-Praia (1-0), a 29 de outubro, dois empates e seis derrotas, e deixa o clube no limite da permanência, no 16.º lugar, com 14 pontos, dois de vantagem para as equipas em zona de descida.

A situação pode piorar, no caso de o atual lanterna-vermelha Vitória de Setúbal, com 11 pontos, vencer fora o Tondela na terça-feira.

.