Desporto

Parlamento saudou campeões europeus de futsal, uma equipa que "fez história"

Delegação composto por Fernando Gomes, Humberto Coelho, Pedro Dias, Jorge Braz, João Matos e Tiago Brito foram recebidos antes da votação por Jorge Lacão, vice-presidente da Assembleia da República.

O parlamento aprovou, por unanimidade e aclamação, um voto de saudação à seleção nacional de futsal, que "fez história" ao sagrar-se campeã da Europa no sábado.

Os deputados "congratulam-se com esta brilhante vitória", que "culmina uma trajetória de êxito de elevado mérito desportivo", lê-se no voto de saudação apresentado pelo presidente da Assembleia da República e por todas as bancadas, incluindo o PAN.

"Trata-se de uma conquista que espelha bem o talento e o espírito de equipa dos nossos jogadores, mas também a grande evolução do futsal português, cada vez mais capaz de formar e potenciar talentos, além de mobilizar muitos milhares de jovens para a modalidade", refere o voto.

"Fez-se História no futsal português", afirma-se ainda no texto aprovado pelo parlamento, que "saúda e homenageia o selecionador Jorge Braz, o capitão Ricardinho, e todos os jogadores, bem como a equipa técnica e a federação responsável por mais esta alegria nacional".

Antes da votação, foi recebida pelo vice-presidente da Assembleia da República Jorge Lacão uma delegação que incluiu o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, o vice-presidente Humberto Coelho, diretor de futsal, Pedro Dias, o selecionador Jorge Braz e dois jogadores, João Matos e Tiago Brito.

A delegação de dirigentes e jogadores assistiu, depois, à aprovação do voto nas galerias do hemiciclo de São Bento e foram aplaudidos de pé pelos deputados de todas as bancadas.

No sábado, Portugal conquistou pela primeira vez o título de campeão europeu de futsal, na capital eslovena, Ljubljana, ao vencer a Espanha por 3-2, após prolongamento da final do Euro2018, com um golo de Bruno Coelho, de livre direto.

A seleção vai ser condecorada, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, com a Ordem do Mérito, na Gala Quinas de Ouro, em 19 de março.