Futebol

Selecção sub-21 perde com a Suécia em particular

A selecção portuguesa de sub-21 perdeu, esta terça-feira, com a Suécia por 2-0, em jogo particular disputado no Estádio Municipal de Anadia, realizando um mau ensaio para a qualificação para o Europeu de 2011.

O 'onze' português dominou a partida, mas não arranjou discernimento para finalizar com êxito qualquer uma das várias oportunidades criadas ao longo dos 90 minutos. Ao invés, a Suécia foi extremamente eficaz, pois concretizou as duas ocasiões produzidas, conta a Lusa.
 
Portugal dominou toda a primeira parte, mas desperdiçou várias ocasiões para inaugurar o marcador, a começar por Castro, logo no início, e Faria, aos 16 minutos, incapazes de acertar nas redes contrárias.
  
No mesmo sentido "remaram" André Santos e Bruno Pereirinha, que se acercaram da baliza de Viktor Noring, mas a pontaria não foi a melhor.
 
Pelo meio, uma 'rosca' do guarda-redes sueco, após atraso de um companheiro, quase resultou em golo, mas a bola acabou por sair pela linha de fundo e o 'nulo' manteve-se até ao intervalo.
 
A Suécia começou melhor a segunda parte, com Erton a isolar-se e a bater o recém-entrado Diego Silva com um 'chapéu', fazendo o 1-0 aos 52 minutos.
 
Antes, Portugal entrou na etapa complementar a jogar da mesma forma: a atirar “bombas” de fora da área, mas desenquadradas do alvo, como foi o caso de Ukra e André Pinto, aos 48 e 49 minutos. 
 
O jogo português continuou vazio de ideias, com Candeias a atirar por cima da barra de longe, e a Suécia, logo a seguir, foi letal, com Denni Avdic a marcar de cabeça na sequência da marcação de um canto.
   
Até ao fim, os jogadores portugueses continuaram a jogar com pontapés para o ar, de forma descoordenada e sem qualquer fio de jogo.
   
Este jogo serviu de preparação para a fase de qualificação do Europeu de 2011, na qual Portugal terá de defrontar a Lituânia, a Inglaterra e a Macedónia, já com hipóteses reduzidas de qualificação, uma vez que segue no terceiro lugar a seis pontos da líder Grécia (mais um jogo) e a cinco da Inglaterra.

Num jogo disputado no Estádio Municipal de Anadia, perante cerca de 2000 espetadores, e arbitrado por Vasco Santos, do Porto, as equipas alinharam da seguinte forma:
 
Portugal: Ventura (Diego Silva, 46), João Gonçalves (Candeias, 46), Miguel Vítor, André Pinto, Fábio Faria (Rúben Lima, 82), Adrien Silva, André Santos (Rui Pedro, 45), Castro (Pedro Moreira, 66), Bruno Pereirinha, Rabiola (Diogo Salomão, 78) e Ukra (Yazalde, 66).
 
Suplentes: Diego Silva, Ruben Lima, Candeias, Rui Pedro, Yasalde, Pedro Moreira e Diogo Salomão.
 
Suécia: Viktor Norring (Kristoffer Nordfeldt, 46), Erik Lund (Jiloan Hamad, 46), Niklas Backman, Jakob Johamsson, Martin Olsson (Pierre Bengtsson, 66), Emil Salomonsson, Denni Avdic, Daniel Nordmark (Eric Milsson, 82), Emir Bajrami (Markus Astwald, 82), Emir Kujovic (Par Ericsson, 66) e Erton Fejzullahu (Agon Mehmeti, 66).
 
Suplentes: Kristoffer Nordfeldt, Pierre Bengtsson, Jiloan Hamad, Erik Milsson, Markus Astwald, Par Ericsson e Agon Mehmeti.
   
Acção disciplinar: cartão amarelo para Miguel Vítor (70), Kristoffer Nordfeldt (79).