"Mais uma jornada, mais uma demonstração da falência da arbitragem em Portugal"

O Sporting de Braga emitiu um comunicado em que se queixa do penálti marcado por falta de Esgaio sobre João Félix na área. A grande penalidade deu início à reviravolta encarnada. Reveja o lance.

O Sporting de Braga considera ter sido prejudicado pela arbitragem no jogo que hoje perdeu com o Benfica (4-1), na 31.ª jornada da I Liga de futebol, e que o Sporting tem sido "constantemente favorecido".

"Mais uma jornada, mais uma demonstração da falência da arbitragem em Portugal, da incoerência dos seus critérios e da sua clara interferência na classificação em prol do 'status quo' vigente", pode ler-se no comunicado publicado após o jogo de hoje, realizado no Estádio Municipal de Braga.

Os responsáveis bracarenses consideram que a primeira grande penalidade a favor do Benfica foi "indevidamente marcada", pelo árbitro Tiago Martins, por "não existir falta de Esgaio" sobre João Félix, e defendem ter ficado um penálti por assinalar a seu favor na primeira parte, entre outros erros disciplinares.

"Nos momentos de decisão, o Sporting de Braga foi sempre impedido de disputar o terceiro lugar, sendo também flagrante a forma como o nosso competidor direto [Sporting] foi constantemente favorecido, jornada após jornada, para que o topo da tabela refletisse a hierarquia crónica", lê-se.

Segundo o Sporting de Braga, "há bons árbitros em Portugal, mas há também uma notória incapacidade de renovar o setor e isso exige uma profunda reflexão do Conselho de Arbitragem".

"Quando se desvirtua um campeonato, algo vai profundamente mal no reino da arbitragem", conclui.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de