Crise em Alvalade

Suspeitas de corrupção em Alvalade envolvem jogos de futebol

Segundo a SIC e o Correio da Manhã, o team manager dos leões e outros funcionários do clube, são suspeitos de terem corrompido árbitros do andebol e jogadores do Vitória de Guimarães.

O Vitória de Guimarães emitiu, na tarde desta quarta-feira, um comunicado em que exige a rápida intervenção da justiça, depois de ver o nome de um jogador envolvido no caso de corrupção que está a atingir o Sporting. Em causa está a operação "Cashball", confirmada pela Polícia Judiciária, e que envolve dirigentes do Sporting, entre eles, André Geraldes.

Segundo a SIC e o Correio da Manhã, o team manager dos leões e outros funcionários do clube, são suspeitos de terem corrompido árbitros do andebol e alguns jogadores de futebol. É aí que surge o nome de João Aurélio, central do plantel do Vitória de Guimarães.

O Correio da Manhã divulgou mensagens que dão conta de vários pagamentos feitos ao jogador do Guimarães por ordem de elementos associados ao Sporting. Há jogos que estarão a ser investigados. Um desses encontros foi o Vitória de Guimarães - Sporting da 3.ª jornada da I Liga. Os leões venceram por 5-0.

O jogador João Aurélio terá sido pago depois do jogo, nas imediações do Estádio D. Afonso Henriques.

Num comunicado assinado pelo presidente Júlio Mendes, o clube da cidade berço repudia "a prática de qualquer ato que prejudique a verdade desportiva" e pede celeridade no apuramento na resolução deste caso.

Entretanto, o Sindicato dos Jogadores de futebol já saiu em defesa do atleta João Aurélio, enaltecendo o caráter do jogador enquanto pessoa e profissional. Também o Benfica já garantiu que está a acompanhar o caso.