Varandas confirma Pontes e fala do momento decisivo da Supertaça

O presidente do Sporting admitiu que a derrota na Supertaça frente ao Benfica foi um ponto de viragem no ciclo de Marcel Keizer à frente da equipa verde e branca.

Frederico Varandas confirmou Leonel Pontes como o treinador do Sporting e garantiu que não se trata de um "treinador a prazo".

"Não foi escolhido para treinador dos Sub-23 por acaso, é um homem que conhece muito bem o futebol português, que conhece a realidade do Sporting, a estrutura do Sporting, que reconhece a evolução que esta estrutura tem no Sporting, conhece o plantel dos Sub-23, da equipa A, é um homem da casa e acima de tudo é um treinador português", justificou o presidente do Sporting.

Em entrevista à televisão do clube, o líder sportinguista reiterou que a saída de Keizer é o fechar de um ciclo, mas não esquece como estava o clube em novembro de 2018, altura em que o treinador holandês aceitou o desafio dos leões.

"Nenhum treinador quer vir para um clube se não sentir estabilidade e Keizer, mesmo com essa instabilidade, aceitou o desafio e cumpriu a sua missão num ambiente difícil consegue vencer dois títulos importantes", esclareceu.

O marco da Supertaça

A final da Supertaça, em que o Sporting foi derrotado pelo Benfica, foi o ponto de viragem para Keizer. "A final da Supertaça marcou muito e sentimos que a própria confiança de Marcel Keizer desceu, baixou e essa confiança sentia-se a passar ao grupo", afirmou o presidente do clube verde e branco.

"A sensação que nós tínhamos é que a equipa do Sporting podia, independentemente do adversário, fazer um jogo muito bom ou um jogo muito mau", admite Frederico Varandas, frisando que a equipa não estava a passar por uma boa fase.

A missão impossível que foi... possível

"Esta direção tinha praticamente uma direção impossível que era manter Bruno Fernandes", admitiu Frederico Varandas, esclarecendo que "um jogador que marca 32 golos, internacional de 25 anos" é muito desejado. "Tivemos propostas, muitas sondagens, a única proposta séria e mesmo assim foi apenas de palavra foi uma proposta de 45 milhões do Tottenham por Bruno Fernandes mais 20 milhões por objetivos", garantiu.

O presidente do Sporting assegurou que o contrato de Bruno Fernandes "vai ser revisto, não porque está previsto contratualmente, mas porque merece".

"O Bruno Fernandes merece que sejam revistas as suas condições, até para exemplo de outros jogadores", explicou, frisando que todas as partes estão alinhadas "no rumo e no futuro" do médio leonino.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de