Jardel à espreita do clássico. O Sporting tranquilo e o papel de Sérgio Conceição

Para o antigo goleador do Futebol Clube do Porto e Sporting o clássico deste fim de semana pode ditar o desfecho do campeonato português. De um lado a mística que carrega Sérgio Conceição e que o treinador transporta para o balneário. Do outro a tranquilidade de Rúben Amorim, líder de uma equipa que pode por fim ao jejum do Sporting.

Há nos adeptos e na equipa do Sporting uma tranquilidade como há muito não se via. Mário Jardel recorda que na última vez que esteve em Lisboa o abordaram para lhe perguntar como era possível que tivesse sido com ele em campo que os leões conquistaram o último título. Agora, o antigo avançado não tem dúvidas ao apontar aos leões um caminho que pode conduzir à glória.

"Vou ficar a assistir ao jogo de sábado, com certeza", explica Mário Jardel ao telefone, a partir do Brasil sobre o Futebol Clube do Porto vs Sporting. "A responsabilidade está toda na mão do Porto. Precisam de colocar o título novamente em discussão por já serem muitos pontos de diferença. O Sporting está tranquilo, com a "estrelinha", explica.

O percurso dos leões tem nesta passagem pela cidade do Porto uma estação decisiva. "Fico sem palavras ao dizer que o último título ainda foi comigo. Mais do que nunca a nação sportinguista está à espera do título este ano. O tempo está favorável ao Sporting. Tem o caminho bem delineado. Vão entrar tranquilos e confiantes", aponta.

"O Sporting vem jogando bem, mostrando que pode ser campeão". E Rúben Amorim tem um papel importante na opinião de Jardel "Tem um segredo. Sabe levar o balneário, sabe como lidar com os problemas internos". Pouco importa que idade tem o treinador. "Está na moda estes treinadores jovens. Quem trabalha e faz por isso acaba por ter reconhecimento. Dou os parabéns tanto a Rúben Amorim como a Sérgio Conceição".

Para o Futebol Clube do Porto este é o jogo que pode relançar o campeonato. "Eu joguei com Sérgio Conceição. Ele sabe muito bem que precisa de lutar olhando nos olhos do adversário. Só assim vai conseguir colocar o Futebol Clube do Porto novamente na rota do título". O espírito do treinador dos dragões no balneário pode ser uma arma dos azuis e brancos para esta partida, na opinião de Mário Jardel.

"Que seja um grande jogo e com golos, como era na minha época. Com muitos golos e, de preferência, marcados pelos avançados", explica sorrindo. Os avançados, os mais jovens, aqueles que querem também eles voar entre sobre os centrais, são a grande paixão de Mário Jardel.

O antigo avançado espera indicações para regressar a Portugal. Vai trabalhar na formação do Serpense, clube de Serpa que se quer transformar numa referência do futebol de formação no Alentejo. "Vou estar preparado. Espero mais cedo ou mais tarde ter essa oportunidade de trabalhar em Portugal até porque sei que não há treinadores para os avançados. Trabalhar semanalmente com jovens. Espero que isso aconteça o mais rápido possível".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de