Jesus assume que entrada de João Mário deu estabilidade à equipa do Benfica

Técnico não deixou de lembrar que "as duas coisas estão ligadas" e que o Benfica também é hoje "uma equipa com melhores automatismos e ideias ofensivas e defensivas".

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, assumiu esta sexta-feira que a entrada de João Mário deu estabilidade à equipa, mas frisou que o rendimento do médio também está ligado à melhoria do futebol dos encarnados.

Questionado, no Seixal, sobre a importância do internacional português nas melhorias que apontou recentemente à sua equipa, o técnico não deixou de lembrar que "as duas coisas estão ligadas" e que o Benfica também é hoje "uma equipa com melhores automatismos e ideias ofensivas e defensivas", mas admitiu a importância do ex-Sporting na manobra coletiva.

"Com a entrada do João Mário, é um jogador com características que não tínhamos. Sabe os ritmos de jogo, organizar quando tem de ser organizado, arriscar quando tem de arriscar e isso deu alguma estabilidade à equipa em termos ofensivos e defensivos", apontou Jesus.

Sem se deter, o técnico assinalou ainda que o sistema de três defesas que o Benfica utilizou nos últimos três jogos "favorece um pouco o Julian [Weigl]" e que isso também "tem contribuído para a melhoria individual e coletiva da equipa", mas não desvendou se irá abdicar desse sistema devido à indisponibilidade de Vertonghen, que se lesionou frente ao Spartak de Moscovo.

"Não é por causa do Vertonghen que o sistema pode ser alterado. Lesionou-se, entrou o Morato e a equipa continuou no mesmo sistema. Amanhã (sábado) também vai entrar o Morato e não é por aí que eu possa pensar que o sistema possa ser mudado", adiantou Jesus.

Com a entrada de Morato, Jesus reconheceu que a equipa que vai lançar no sábado "vai ser alterada", mas assegurou que as alterações serão "dentro daquele limite", como aconteceu "com o Moreirense", para enfrentar, desta vez, o Arouca, equipa da qual diz não ter, ainda, "um conhecimento muito profundo".

"É uma equipa bem organizada, rápida a sair para o contragolpe, forte na bola parada e que tem alguns momentos de jogo que temos de estar muito atentos, senão podem surpreender-nos. Mas também é verdade que o Arouca tem de se preocupar muito com o Benfica, o que não invalida que olhemos para o nosso rival com humildade e respeito", analisou.

Os 'encarnados' vão tentar manter o registo 100% vitorioso em jogos oficiais na época 2021/22, tendo vencido os dois jogos da terceira pré-eliminatória de acesso à Liga dos Campeões, frente ao Spartak de Moscovo, ambos por 2-0, bem com a partida inaugural do campeonato, frente ao Moreirense (2-1).

Já o Arouca, viaja para Lisboa com a intenção de 'emendar' a entrada 'em falso' no campeonato, uma vez que foi derrotado (2-0) em casa, pelo Estoril, na primeira jornada.

O Benfica recebe o Arouca no sábado, às 18h00, no Estádio da Luz, em partida da segunda jornada da I Liga, que será dirigida por Manuel Mota, da Associação de Futebol de Braga.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de