Atletismo

Portuguesas nos 3.000m obstáculos falham apuramento

As três portuguesas que, esta sexta-feira, competiram nos 3.000 metros obstáculos dos Jogos Olímpicos de Pequim, Jessica Augusto, Sara Moreira e Clarisse Cruz, não conseguiram apurar-se para a final da especialidade.

As maiores expectativas residiam em Jessica Augusto, uma das melhores europeias do ano nos obstáculos, mas a recordista nacional, que controlou a sua corrida quase até ao fim, acabou por descair para o quinto lugar nos últimos metros.

Jessica, quinta na segunda série, fez 9.30,24 minutos, ficando a cerca de minuto e meio do apuramento por tempos (que foi a 9.28,52). No total de todas as atletas, acabou por ser 20ª, ela que chegou a Pequim como nona melhor do ano.

Sara Moreira foi 10ª na terceira série, com 9.34,39 (22ª entre todas, mas perto do recorde pessoal) e Clarisse Cruz 15ª na primeira série, com 9.49,70 (34ª).

Em estreia no calendário olímpico, o primeiro recorde olímpico fica para a vencedora da série 1, a russa Gulnara Samitova-Galkina, actual recordista mundial, que gastou 9.15,87.

A russa Tatiana Petrova, terceira do ano, ganhou a segunda série, com 9.28,85, e a queniana Eunice Jepkorir, segunda, a terceira, com 9.21,31.

Também estão na final a russa Yekaterina Volkova, campeã mundial (terceira na 3ª série), a espanhola Marta Dominguez e a queniana ruth Bisibori Nyangui, entre outras.

Além de Jessica Augusto, já ficaram pelo caminho mais duas atletas do top-10 do ano: a etíope Mekdes Bekele e a australiana Donna McFarlane.

Notícias Relacionadas