Jorge Jesus sem direito a férias. Campeonato do Brasil decorre em seis meses e meio

O calendário não contempla pausas festivais, ao contrário do que é habitual.

O campeonato brasileiro de futebol de 2020 vai concentrar-se em seis meses e meio devido à Covid-19, terminando em 24 de fevereiro de 2021, com dois dois jogos por semana previstos e sem pausas para as épocas festivas.

"Este ajuste foi o que encontrámos para entregar um calendário completo e garantir o cumprimento dos compromissos assumidos pelos clubes com as empresas detentoras de direitos televisivos, com os patrocinadores e com seus parceiros", justificou o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogerio Caboclo.

A competição de 38 jornadas ia principiar em maio, mas vai começar somente em 9 de agosto e o calendário apresentado pela CBF prevê a compatibilização de todas as competições nacionais e continentais, inclusivamente sem pausas para as datas FIFA reservadas às seleções.

Portugal estará representado com dois treinadores, Jorge Jesus, que defende o título pelo Flamengo, igualmente detentor da Taça Libertadores, e Jesualdo Ferreira, no Santos.

A competição entre maio e julho não se realizou devido à pandemia, pelo que o sucessor do Flamengo de Jorge Jesus será encontrado uma semana após o Carnaval, que paralisa todo o país, inclusivamente os eventos desportivos.

O campeonato prosseguirá normalmente nas eliminatórias para o Mundial2022 do Qatar, entre 03 e 08 de setembro, 08 e 13 de outubro e 12 e 17 de novembro, bem como a 26 e 27 de dezembro e 02 e 03 de janeiro de 2021, ou seja, sem pausas no Natal ou Ano Novo.

A competição será reatada em estádios sem público e os clubes sedeados em cidades sem autorização sanitária para receber competições desportivas comprometeram-se a jogar em outros lugares.

Em junho, o campeonato 'carioca' regressou no Rio de Janeiro, o segundo estado mais afetado pela pandemia, sem público, com polémica e queixas de várias equipas: em São Paulo, o mais rico e populoso, o futebol volta em 22 de julho.

O Brasil registou até ao momento 67.964 mortes e mais de 1,71 milhões de infetados com o novo coronavírus.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de