Golear e estrear são duas ideias de que Keizer gosta. Sporting vence Vorskla (3-0)

Veja os golos. Os leões já estão apurados para a próxima fase da Liga Europa. Acompanhe a emissão especial na TSF e veja os golos.

Keizer veio para golear. Se os primeiros tempos do holandês pareciam indicar uma equipa altamente ofensiva, a consistência das exibições confirma exatamente essa ideia.

O Sporting recebe o Vorskla Poltava em Alvalade já com a passagem aos 16 avos de final da Liga Europa garantida e, por isso mesmo, Keizer promoveu oito alterações no onze base do Sporting. Salin, Ristovski, André Pinto, Petrovic, Miguel Luís, Mané, Jovane e Montero entraram na equipa inicial sportinguista.

Regressado de lesão, foi a Montero que coube a responsabilidade de inaugurar o marcador, ainda que de forma quase involuntária. No seguimento de uma jogada de insistência, Bruno Fernandes deu de calcanhar para a entrada de Acuña, que cruzou para a zona da marca de penálti. Na tentativa de cortar a bola, um dos centrais da equipa ucraniana acaba por enviar a bola na direção da cabeça de "El Avioncito" que, quase sem saber o que estava a acontecer, acaba por marcar o primeiro golo da partida.

Se na primeira volta os ucranianos já tinham mostrado que não eram portentos a nível técnico, em Alvalade não conseguiram mostrar propriamente o contrário. Entre passes falhados e uma grande dificuldade em chegar sequer ao meio-campo sportinguista, Coates e André Pinto iam tendo pouco trabalho, sendo que mesmo as atabalhoadas intervenções de Petrovic foram suficientes para para, com eficácia, o ataque do Vorskla.

Na batalha pelo meio-campo, Miguel Luís ia ajudando Petrovic e o esforço do jovem médio acabou por ser recompensado. À passagem do minuto 35, o Sporting coloca o pé no acelerador e mostra que a quantidade de golos marcados era diretamente proporcional às mudanças de velocidade que conseguia imprimir no jogo. Bruno Fernandes, lançado pelo corredor direito, tira um cruzamento tenso e rasteiro para o interior da grande área do Vorskla, numa altura em que lá estavam vários - quase demasiados - jogadores do Sporting. Aparece Miguel Luís em corrida e, da marca da grande penalidade, faz o primeiro golo como jogador da equipa sénior do Sporting, algo que o levou a agradecer a Bruno Fernandes, capitão do Sporting nesta noite.

O Sporting ia chegar ao intervalo a vencer por 2-0 e com o jogo claramente controlado, mas decidiu que precisava de mais um golo. E até teve ajuda nessa demanda.

Aos 44 minutos, o Sporting repete algo que já tinha feito frente ao Rio Ave. Bate um livre de forma rápida, do lado direito do ataque e, num par de passes, chega ao interior da grande área adversária. Bruno Fernandes surge novamente descaído pela direita e cruza de forma tensa para o interior da grande área ucraniana, onde surge Montero em luta com Dallku. O colombiano pareceu vencer esse confronto, tanto que obrigou o defesa a introduzir a bola na própria baliza. 3-0 e iam todos descansar para o balneário.

Na segunda parte, assistiu-se a outro jogo: o da juventude sportinguista e da aposta de Keizer na mesma. Com a vitória 99% assegurada, o Sporting decidiu tirar o pé do acelerador e apostar na gestão. A aposta até estaria a dar bom resultado, não fosse a lesão de Montero desperdiçar esse trabalho. O colombiano, que tinha regresssado na noite desta terça-feira aos relvados, precisou de sair de maca. Na hora de render Montero, e com Diaby no banco de suplentes, Keizer decidiu que chegara o momento de estrear Pedro Marques. Aos 59 minutos, o jovem avançado, prolífico goleador nas camadas jovens, estreava-se em competições europeias no escalão sénior.

Até ao final do jogo foram poucas as oportunidades de golo, mas Alvalade teve outros motivos para festejar. Foram mais duas as entradas de jovens formados em Alcochete, um deles em estreia. Bruno Paz rendeu o homónimo Fernandes, enquanto Thierry Correia repetiu a entrada para os minutos finais da partida, tal como já tinha acontecido no Azerbeijão, quando se estreou frente ao Qarabag.

O Sporting chega aos 16 avos de final da Liga Europa no segundo lugar do grupo E, com 13 pontos.

Marcel Keizer já sabia à partida que o jogo apenas servia para cumprir calendário, uma vez que as contas do grupo já estão fechadas. O técnico holandês fez por isso oito alterações ao onze inicial e uma das novidades foi Miguel Luís. O jovem formado em Alcochete perdeu a oportunidade logo a abrir para inaugurar o marcador, ao aparecer isolado frente ao guardião ucraniano. Minutos depois, o Sporting chegou mesmo ao primeiro, por intermédio de Fredy Montero. O cronómetro marcava 17 minutos.

Depois do golo, o jogo entrou num ritmo mais lento e o Vorskla quis responder, chegando à baliza de Salin mas sem perigo. Aos 35 minutos, o Sporting acelerou. Bruno Fernandes cai pela direita, cruza e Miguel Luís só teve encostar para a baliza dos ucranianos. 2-0!

O jogo só tinha um sentido. O Vorskla Poltava não conseguia sair do seu meio campo. E os leões aproveitaram. A bola caiu na área e Fredy Montero rematou e a bola ressaltou em Dalku, acabando no fundo das redes ucranianas aos 45 minutos.

Onze do Sporting: Salin; Ristovski, Coates, André Pinto, Acuña; Petrovic, Miguel Luís, B. Fernandes, Mané, Jovane e Montero

Onze do Vorskla: Oleksandr Tkachenko, Igor Perduta, Ardin Dallku, Olexandr Chyzhov e Taras Sakiv; Pavlo Rebenok, Oleksandr Skliar, Volodymyr Chesnakov e Artur; Artem Habelok e Nicolas Careca.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de