Leonel Pontes aponta outros jovens ao futuro dos leões

Deixou a equipa de sub-23 do Sporting em junho. Leonel Pontes trabalhou com Eduardo Quaresma, Nuno Mendes, Matheus Nunes, Joelson Fernandes ou Tiago Tomás esta temporada, mas aponta outros nomes ao futuro dos leões. A Academia não perdeu qualidade, garante. A prova está na equipa principal.

Leonel Pontes considera que há uma mudança clara de rumo na forma como o Sporting entende a relação entre a formação e a equipa principal. A crise motivada pela pandemia no futebol ajuda a criar espaço no plantel desta -e pelo contexto, da próxima - temporada, agora às ordens de Rúben Amorim.

"A aposta na formação tem que ver com a um política adoptada para esta temporada", explica Leonel Pontes, que iniciou a época como treinador da equipa de sub-23 dos leões, onde treinou os jovens que agora estão a ser lançados por Rúben Amorim.

"O Sporting tem um conjunto de jogadores que lhe podem garantir futuro", explica o técnico. São vários os jovens com potencial, da primeira equipa até aos sub-23, passando também pela equipa de juniores dos leões.

Leonel Pontes trabalhou com Eduardo Quaresma, Nuno Mendes, Matheus Nunes, Joelson Fernandes ou Tiago Tomás esta temporada, mas não têm dúvidas quando questionado sobre outros valores da formação.

"Nos sub-23 temos Rodrigo Fernandes, que já esteve na equipa principal e teve a oportunidade de jogar com Silas. É um jogador com potencial e competência para chegar ao mais alto nível". Temos o Tomás Silva, capitão de equipa, João Silva, Moreira, jogadores com potencial e um conjunto de qualidades que tem competência e qualidade".

"Por mais que se diga que a escola do Sporting está a ser ultrapassada é só ver que continua a ser um grande clube, e um clube formador por excelência", assegura Leonel Pontes.

Equipa principal com Rúben Amorim e Jovane como protagonistas

Leonel Pontes elogia o trabalho de Rúben Amorim nos primeiros meses à frente da equipa principal. "A mudança do 4x3x3 ou 4x4x2 para o 3x4x3 fez com que o rendimento da equipa tenha sido regular e a equipa tenha tido este rendimento nestas jornadas", observa o técnico.

"[Rúben Amorim] tem indicado a sua carreira com muita qualidade (...) a equipa tem muita qualidade, uma forma muito especifica de jogar (...) é sinal que o treinador tem as ideias bem assentes e que os jogadores a estão a entender e aplicar. Tem sido uma boa solução".

Com Rúben Amorim, Jovane Cabral tem sido protagonista, apontando quatro golos em quatro jogos. "Jovane Cabral já revelava este tipo de qualidades", recorda o antigo treinador dos leões. "O que está a fazer agora já tinha feito há anos atrás. A qualidade nos livres diretos, mas também jogo corrido. Um jogador potente, com qualidade técnica. É um jogador que ao atuar num sistema de jogo com maior variabilidade no campo, ora por fora, ora por dentro, mais liberto, permite-lhe ser um jogador decisivo e perigoso nas ações ofensivas".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de