Líder da Baviera teme que Supertaça europeia seja fonte de contaminação

O jogo entre o Bayern e o Sevilha terá público nas bancadas do estádio Puskas, na cidade de Budapeste.

O ministro-presidente da Baviera, Markus Söder, admitiu hoje temer que o jogo da Supertaça europeia de futebol, entre Bayern Munique e Sevilha, marcado para quinta-feira, em Budapeste, se torne uma fonte de contaminação de covid-19.

"Temos que ter muito cuidado para não correr o risco de ser uma espécie de Ischgl do futebol", lançou o político alemão em entrevista a uma rádio da Baviera (B5), referindo-se à estância de esqui austríaca que se tornou, no último inverno, um grande foco europeu de contaminação do novo coronavírus.

A partida que opõe o vencedor da Liga dos Campeões, Bayern Munique, e o vencedor da Liga Europa, Sevilha, vai decorrer no estádio Puskas, com capacidade para 67.000 espetadores, e está a autorizada a presença de cerca de 20.000 fãs nas bancadas.

Markus Söder informou que os adeptos que quiserem seguir o colosso bávaro até Budapeste, que está classificada pelas autoridades germânicas como "zona de risco" por causa da pandemia, vão ter de ficar em quarentena quando regressarem à Alemanha.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 961.531 mortos e mais de 31,1 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de