Liderança de Varandas e "decadência prolongada" preocupam ex-dirigente da SAD leonina

Manuel Reis teme que o clube não consiga terminar a época nem no terceiro lugar.

O universo leonino começa a ficar inquieto com os últimos resultados do clube. Manuel Reis, o antigo dirigente da SAD do Sporting, não ficou indiferente à derrota dos leões frente ao Sporting de Braga, esta terça-feira. "Vamos conseguir lugar para as competições europeias, mas não muito mais do que isso", acredita.

Em entrevista à TSF, Manuel Reis admite que "o que se passou no final do jogo com Sporting de Braga revela um desequilíbrio, uma instabilidade muito grande que tem por base a falta de experiência".

O sócio leonino admite estar preocupado com o cenário negativo do clube de Alvalade que já dura há algum tempo. "A liderança que temos hoje em dia não está a acrescentar nem a alterar princípios necessários para reverter esta decadência prolongada", acrescenta.

O antigo dirigente da SAD não esconde a falta de confiança nesta direção e no atual presidente do Sporting, Frederico Varandas, e acredita que é necessário "repensar o modelo" para voltarem a entrar no caminho certo.

Manuel Reis, sócio do Sporting há 45 anos, é ainda da opinião de que Silas é o menos culpado deste cenário desfavorável do Sporting.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de