Cambalhota no Catar: Messi marcou, mas sauditas viraram após três golos anulados à Argentina. Veja os lances

O número 10 argentino inaugurou o marcador mas, após três golos anulados ao país das Pampas na primeira metade, os sauditas surpreenderam e marcaram por duas vezes, aos 48 e 53 minutos, e deram a volta ao resultado.

A Argentina defrontou, esta terça-feira, a Arábia Saudita, em jogo a contar para a primeira jornada do Grupo C da fase de grupos do Mundial 2022. Os argentinos começaram a ganhar, mas os sauditas deram a volta ao marcador no início da segunda parte e venceram por 1-2.

Demorou apenas 10 minutos o jejum de golos de Lionel Messi na competição, após fazer o gosto ao pé através de uma grande penalidade. Os argentinos estiveram na frente do marcador por 1-0, depois de o capitão converter o castigo máximo na sequência de uma falta ganha por Leandro Paredes.

Na sequência do golo inaugural, a seleção das Pampas viu serem anulados três golos por fora de jogo. O primeiro, aos 23 minutos, que negou o bis de Messi, o segundo, aos 27, por indicação do VAR, que impediu o festejo do tento de Lautaro Martínez - e novamente ao número nove, no minuto 35.

Ao intervalo, a Argentina continuava em vantagem pela margem mínima. Apesar as oportunidades flagrantes para aumentar a contagem, a defesa da Arábia Saudita mostrava-se atenta aos ataques do adversário.

Os sauditas, logo no início da segunda parte, surpreenderam todos e levaram a máxima de "quem não marca, sofre" à letra. Saleh Al-Shehri bateu a defesa argentina em velocidade e rematou cruzado para o 1-1. Aos 53 minutos, Salem Al-Dawsari, de fora da área e após um bom trabalho individual, efetivou ainda mais a surpresa e deu a volta ao marcador.

Com os jogadores do Benfica Nicolas Otamendi - a perfilar no onze inicial - e Enzo Fernández, a entrar aos 59 minutos, a Argentina somou uma derrota no primeiro jogo do Mundial 2022. O próximo encontro dos argentinos é contra o México, no próximo dia 26 de novembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de