Lyon vence por 3-1 Bordéus com Lisandro a abrir e fechar o resultado

O Olympique de Lyon venceu o Bordéus por 3-1, na primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões de futebol, com o ex-portista Lisandro López a abrir e fechar a contagem.

O internacional argentino foi, de resto, a grande figura do jogo, secundado pelo seu compatriota Delgado, não só pelos dois golos que marcou como pelo que jogou e fez jogar, colocando o Lyon à porta das meias finais, o que será inédito na história do clube.

O Lyon entrou muito forte e inaugurou o marcador cedo, por Lisandro, aos 10 minutos, mas o Bordéus reagiu e quatro minutos depois Chamakh restabeleceu o empate, desfeito aos 32 por Michel Bastos, numa primeira parte emocionante, com ritmo intenso e oportunidades para ambos os lados.

A primeira parte caracterizou-se, também, pelos erros defensivos de parte a parte, não só nos golos, como noutros lances susceptíveis de dar origem a mais tentos.

O Bordéus revelou algum desgaste físico e, porventura psicológico, na segunda parte, talvez consequência do jogo de sábado frente ao Marselha, no Stade de France, em Paris, onde perdeu por 3-1 a final da Taça de França.

No Lyon, Claude Puel surpreendeu ao colocar Michel Bastos no lugar de Gouvou no meio-campo e ao optar por Bodmer em vez de Boumsong no eixo da defesa.

O Bordéus, que jogou com o onze esperado, por força da ausência de Alou Diarra, castigado, poderia ter dado o "xeque-mate" no Lyon, depois de Chamakh ter restabelecido o empate, mas o guarda-redes Lloris parou dois remates que levavam o "selo" de golo do mesmo Chamakh e de Wendel.

Seria, porém, o Olympique a chegar ao segundo golo, aos 32 por Michel Bastos, depois de o seu companheiro Delgado ter falhado um tento incrível na cara do guarda-redes Carrasso.

Na segunda parte, Claude Puel deu maior solidez ao meio campo, com as entradas de Kallstroem e Gouvou, em detrimento de Pjanic e Bastos, uma aposta que deu bom resultado, já que culminou com o terceiro golo, numa jogada do ex-portista Cissokho pelo flanco esquerdo que resultaria em grande penalidade.

Uma mão de Chalmé na grande área daria a Lisandro a oportunidade de bisar, numa noite que só não foi em cheio para o Lyon porque Gouvou e Lisandro viram o cartão amarelo na parte final do jogo, o que os impedirá de disputar a segunda mão em Bordéus.

Jogo no Estádio de Gerland, em Lyon.

Olympique Lyon-Bordéus, 3-1.

Ao intervalo: 2-1.

Marcadores:

1-0, Lisandro López, 10 minutos.

1-1, Chamakh, 14.

2-1, Michel Bastos, 32.

3-1, Lisandro López, 77 (grande penalidade).

Equipas:

- Olympique Lyon: Lloris, Reveillere, Cris, Bodmer, Cissokho, Makoun, Toulalan, Delgado (Gonalons, 86), Pjanic (Kallstroem, 66), Michel Bastos (Govou, 66) e Lisandro López.

- Bordéus: Carrasso, Chalmé (Henrique, 82), Sané, Ciani, Tremoulinas, Plasil, Menegazzo, Gouffran (bellion, 84), Gourcuff, Wendel (Jussié, 72) e Chamakh.

Árbitro: Félix Brych (Alemanha).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Gouvou (74) e Lisandro López (80).

Assistência: 37 859 espectadores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de