Magnussen surpreende na Fórmula 1 com primeira pole da carreira

O piloto da Haas impediu a 20.ª pole position de Max Verstappen.

O dinamarquês Kevin Magnussen (Haas) foi esta sexta-feira a grande surpresa na qualificação para o Grande Prémio de Fórmula 1 do Brasil, em São Paulo, ao conquistar a pole, a primeira da sua carreira, para a corrida sprint.

Ao ser o mais rápido na pista de Interlagos, Magnusson negou ao neerlandês Max Verstappen (Red Bull) o que seria a 20.ª pole para o virtual campeão do Mundo, grande dominador da temporada, pelo que parte na frente, no sábado, para a corrida sprint, a terceira e última do ano, que definirá a ordem de saída para o Grande Prémio, no domingo.

O formato de Grande Prémio com corrida sprint, inaugurado na última época, já aconteceu este ano nas provas em Emilia-Romana e Áustria.

Para as estatísticas, no entanto, fica mesmo a pole position e não a ordenação de sábado, com Magnusson a receber o prémio, ladeado por Verstappen e pelo inglês George Russell (Mercedes).

Magnusson apostou na terceira ronda (Q3) por pneus macios, antes de começar a chover, e foi compensado pelo risco, cumprindo os 4.309 metros do traçado em 1.11,674 minutos.

Com mais 203 milésimos de segundo ficou Verstappen e com mais 385 Russell, que viu a sua prestação afetada por um acidente.

A corrida de sábado vai ordenar a grelha de partida para a de domingo, prevista para 71 voltas, num total de 305,8 quilómetros. Com 24 voltas, pouco mais de um terço do que se vai correr domingo, a prova de sábado tem o aliciante de distribuir pontos para os oito primeiros - de oito até um -, que acrescem à pontuação do campeonato.

"Não sei o que dizer, a equipa colocou-me numa posição perfeita, fiz uma volta boa e estamos na pole, é incrível", disse Magnussen, depois de assegurar a primeira pole position da história da Haas.

A saída de pista de Russell atrasou as qualificações, que depois, já com chuva, não alteraram a ordenação já definida.

Bastante atrás dos três primeiros ficaram o mexicano Sergio Perez (Red Bull) e o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), os dois pilotos que 'lutam' pelo segundo lugar no campeonato, separados por apenas cinco pontos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de