Mais de 25 mil sócios do Benfica votaram até às 16h00

Número já superou os 22 676 votantes nas eleições de 2012.

Mais de 25 mil sócios já votaram nas eleições deste sábado para os órgãos sociais do Benfica, que opõem o ex-futebolista Rui Costa ao empresário Francisco Benitez, sendo já o segundo ato eleitoral mais participado de sempre.

De acordo com uma nota no sítio oficial das águias na Internet, 25 453 associados do clube já tinham exercido o seu direito de voto até às 15h58, superando os 22 676 votantes nas eleições de 2012, entre o ex-presidente Luís Filipe Vieira e Rui Rangel.

O presidente da Mesa da Assembleia Geral do Benfica, António Pires de Andrade, fez um balanço da votação à BTV, realçando uma enorme satisfação "com a adesão, muito similar à do ano passado", que registou um recorde de afluência de 38 102 sócios.

"O período de almoço é mais calmo, mas esperamos retomar da parte da tarde o ritmo que tivemos de manhã, de forma a pensar que vamos obter os mesmos resultados do ano passado ou até ultrapassá-los. Apelo a que todos os sócios votem, que cumpram o seu direito e contribuam para que este ato eleitoral, que a todos nos engrandece, seja o mais participado possível", sublinhou, no interior do pavilhão n.º 2 do Estádio da Luz.

O ex-futebolista e candidato a presidente pela Lista A, Rui Costa, já marcou presença no pavilhão, ao exercer o seu direito de voto às 12h42 e, pouco depois, foi a vez do empresário e candidato da Lista B, Francisco Benitez, efetuar a sua votação no recinto.

Também o ex-presidente Luís Filipe Vieira já marcou presença no Estádio da Luz, pelas 15h00, tal como muitas figuras, nomeadamente o treinador da equipa de futebol, Jorge Jesus, os futebolistas Rafa ou André Almeida, os ex-futebolistas Shéu, Luisão, Dimas ou Simão Sabrosa, ou os antigos candidatos Rui Gomes da Silva e João Noronha Lopes.

As eleições do Benfica decorrem das 08h00 às 22h00, no Pavilhão n.º 2 do Estádio da Luz, em Lisboa, e em 24 casas do clube de norte a sul do país, sendo que os sócios residentes nos Açores, na Madeira ou no estrangeiro irão votar via online.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de